Pessoas que precisam de atendimento especial serão beneficiadas por projeto de Contar que pede ajudantes em caixas - Jornal Correio MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

10/11/2021

Pessoas que precisam de atendimento especial serão beneficiadas por projeto de Contar que pede ajudantes em caixas

Deputado Estadual Capitão Contar
Para facilitar a vida das pessoas que utilizam os caixas de atendimento prioritário nos supermercados, o Deputado Estadual Capitão Contar apresentou um Projeto de Lei para tornar obrigatória a presença de um ajudante nesses caixas que atendem pessoas com 60 anos ou mais, pessoas com deficiência, gestantes ou pessoas com crianças no colo.

Poucos supermercados mantêm esses auxiliares junto aos operadores de caixa, tarefa que acaba ficando a cargo do próprio consumidor, mas que podem ser extremamente dificultosas para pessoas com deficiência física, visual ou mobilidade reduzida, como é o caso da funcionária pública aposentada Solange Rodrigues Jacques, que relatou ao parlamentar os problemas que enfrenta em estabelecimentos comerciais, especialmente, nos supermercados.

Com dificuldades motoras devido à deficiência, ela já viveu situações constrangedoras ao não conseguir empacotar um produto no caixa, travando a fila. “Me senti inútil, porque eu tinha consciência que estava travando o caixa, mas eu não conseguia abrir o saco e com o nervosismo ficou pior. Mesmo depois de pagar as compras, quase deixei tudo lá e fui embora. Nunca me senti tão mal como nesse dia”, relatou Solange.

Essa situação não é isolada, já que em diversos estados a matéria já foi debatida nas Casas Legislativas, como São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Goiás, Rio Grande do Sul, Alagoas, Ceará, Distrito Federal, entre outros. Agora, com a propositura do Capitão Contar, a pauta chega à Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul.

“Temos sempre que estar atentos às necessidades da população. Esse é um problema real de muitas pessoas, que pode ser resolvido com a presença de um ajudante nos caixas preferenciais. Para isso, nosso projeto pede que os supermercados disponibilizem alguém do próprio quadro de funcionários, melhorando a qualidade de vida de todos que precisam de atendimento especial. ", defende Contar.

ASSECOM

***