Deputado Marçal Filho destaca trabalho da Polícia Civil de Mato Grosso do Sul - Jornal Correio MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

12/11/2021

Deputado Marçal Filho destaca trabalho da Polícia Civil de Mato Grosso do Sul

Deputado Marçal, delegado Erasmo Cubas e equipe de policiais civis em Dourados ©DIVULGAÇÃO
O deputado estadual Marçal Filho destaca o trabalho da Polícia Civil de Mato Grosso do Sul, que tem sido a que mais esclarece homicídios no País, com índice de 89%. Em homenagem a categoria, ele entregou a Medalha Coronel Adib Massad, honraria prestada pela Assembleia Legislativa, ao delegado Erasmo Cubas, chefe do SIG (Serviço de Investigações Gerais) de Dourados.

A Polícia Civil de Mato Grosso do Sul tem sido referência em elucidação de crimes de homicídios com índices superiores a muitos países do chamado primeiro mundo. É o que revela levantamento inédito do Instituto Sou da Paz.

O reconhecimento de melhor polícia do País já vem acontecendo há alguns anos e é fruto de uma série de conjunto que vai de investimentos no setor, com viaturas e infraestrutura, estratégia de gestão, aliada a especialização das equipes e da disponibilização de tecnologias.

O índice de solução de crimes em Mato Grosso do Sul é mais que o dobro da média nacional, que é de 44% e, se iguala à taxa de resolução dos órgãos de segurança de primeiro mundo. Segundo pesquisa do Instituto Sou da Paz, o líder Mato Grosso do Sul (89%) é seguido por Santa Catarina, com 83%, Distrito Federal, 81%, e Rondônia, 74% de resolução.

O delegado Erasmo Cubas agradeceu a homenagem e estendeu o reconhecimento a todos os policiais do SIG, bem como aos demais profissionais da segurança pública que se dedicam todos os dias a combater e solucionar crimes.

Marçal Filho disse que é parceiro da Polícia Civil e como deputado estadual apoia as lutas de causa da categoria, que cada vez mais busca por melhorias e valorização dos profissionais.

Coronel Adib Massad

Conhecido por sua atuação na fronteira de Mato Grosso do Sul, o coronel Adib Massad iniciou a carreira policial em 1953, quando ingressou na Polícia Militar. Na região de fronteira, esteve no comando do antigo Grupo de Operações de Fronteira (GOF), hoje Departamento de Operações de Fronteira (DOF), em Dourados, na década de 1990. Nesse período, ganhou notoriedade por sua atuação no combate ao crime organizado. Coronel Adib faleceu no dia 3 de março, aos 91 anos.

ASSECOM

***