Cassems lança campanha de vacinação Anti-gripe para 2022 com dose única do imunizante - Jornal Correio MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

01/10/2021

Cassems lança campanha de vacinação Anti-gripe para 2022 com dose única do imunizante

A reserva da vacina em dose única pode ser feita até o dia 30 de dezembro

©DIVULGAÇÃO
No dia 11 de outubro, a Caixa de Assistência dos Servidores do Estado de Mato Grosso do Sul (Cassems) lança a “Campanha de Vacinação Anti-gripe 2022”, com oferta de dose única. A reserva do imunizante pode ser feita até o dia 30 de dezembro deste ano, no Portal do Beneficiário (beneficiario.cassems.com.br). Apenas o titular do plano poderá garantir a sua dose e do seu grupo familiar e crianças à partir dos três anos completos podem tomar o imunizante. Caso tenha alguma dúvida, o beneficiário deve ligar na Central de Atendimento (67) 3314-1010. O valor é de R$ 80,00.

Em 2022, a Cassems oferece a vacina quadrivalente. O imunizante contém uma cepa da Influenza A H1N1, uma cepa da Influenza A H3N2 e duas cepas da Influenza B. A Caixa dos Servidores realiza a campanha de vacinação há nove anos para os servidores do estado e seus familiares, com o objetivo de reduzir o contágio e internações decorrentes das infecções causadas pelo vírus influenza. No período do inverno, a população fica vulnerável ao vírus e suas consequências.

O Brasil ainda enfrenta uma crise pandêmica, com a Covid-19. Para resguardar a população de doenças que possam impactar o sistema imunológico, a vacinação é essencial para blindar o organismo contra agentes infecciosos e bacterianos. A campanha de prevenção contra a gripe não só diminui a incidência de casos de Influenza, como também facilita no diagnóstico preciso para o coronavírus.

A diretora de Assistência à Saúde da Cassems, Maria Auxiliadora Budib, salienta a importância de realizar a reserva da dose dentro do período determinado pelo plano de saúde, para que o beneficiário possa garantir a imunização de toda a família. “Trabalhamos conforme a demanda de reservas. Os beneficiários que não reservarem, dificilmente serão vacinados pela Cassems, pois não há estoques desses produtos no mercado. Com a vacinação, teremos a saúde preservada, sem intercorrências clínicas e, assim, diminuímos a taxa de morbimortalidade”.

ASSECOM

***