Homem é assassinado 15 dias após irmão ser fuzilado na fronteira - Jornal Correio MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

25/09/2021

Homem é assassinado 15 dias após irmão ser fuzilado na fronteira

Vítima estava em uma lanchonete em Coronel Sapucaia quando foi surpreendido pelo atirador

Rastro de destruição deixado durante o assassinato ©DIVULGAÇÃO
Elvio Amarilla Leiva, 33 anos, de nacionalidade paraguaia, morreu na tarde deste sábado (25) depois de ser atingido por diversos tiros de pistola em uma lanchonete no centro de Coronel Sapucaia, a 396 quilômetros de Campo Grande.

A execução ocorreu minutos depois da vitima ter entrado na lanchonete. De acordo com o site Ponta Porã Informa, um homem ainda não identificado, efetuou os disparos e fugiu na garupa de uma motocicleta.

A vitima chegou a ser socorrida e encaminhada para o Hospital Regional da cidade, que faz fronteira com Capitan Bado no Paraguai, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Elvio, assassinado neste sábado, era irmão de Elio Amarilla Leiva, 32 anos, que foi morto por pistoleiros com vários tiros de fuzil no meio da rua, em Karapa’i, povoado localizado a 60 km de Capitán Bado, cidade vizinha de Coronel Sapucaia, no dia 9 de setembro.

Segundo a polícia paraguaia, Elio Amarilla Leiva tinha trabalhado para ex-suplente de deputado paraguaio Carlos Rubén Sánchez Garcete, o “Chicharõ”, executado com pelo menos 400 tiros no dia 7 de agosto deste ano, em Pedro Juan Caballero, também na linha internacional com Mato Grosso do Sul.

A ocorrência de hoje foi atendida pela Policia Militar. A Polícia Civil trabalha nas investigações e possível ligação entre as execuções.

Fonte: CAMPO GRANDE NEWS
Por: Jhefferson Gamarra e Helio de Freitas, de Dourados

***