Toque de recolher deixa de valer a partir desta segunda-feira em MS; confira novas regras para eventos e comércio - Jornal Correio MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

23/08/2021

Toque de recolher deixa de valer a partir desta segunda-feira em MS; confira novas regras para eventos e comércio

Medida levou em conta avanço da vacinação e queda no número de internações por covid

A partir desta segunda-feira, não há restrição na circulação de pessoas em MS
O toque de recolher terminou e já não tem mais validade em Mato Grosso do Sul a partir desta segunda-feira (23), conforme decisão divulgada na semana passada pelo Prosseguir (Programa de Saúde e Segurança da Economia), que avalia restrições para o enfrentamento da covid no Estado.

A principal mudança que a medida implica é no fim da restrição de circulação a partir de determinado horário, que era estipulado conforme a bandeira de classificação do município: a partir das 22h para bandeira amarela e laranja, 21h para bandeira vermelha e 20h para bandeira cinza. Campo Grande estava com toque de recolher a partir de meia-noite e decreto municipal também extinguiu a medida.

Entretanto, cada município pode seguir restrições locais como Bodoquena, que manteve a restrição de circulação mesmo após a medida anunciada pelo governo do Estado.

Além disso, decreto publicado na sexta-feira (20) liberou a partir desta segunda-feira a realização de eventos, reuniões e festividades em clubes, salões, centros esportivos e afins, com capacidade atrelada pela classificação do Prosseguir, com 30% para as bandeiras cinzas e 50% bandeiras vermelhas.

No decreto anterior, a realização de eventos, reuniões e festividades em clubes, salões, centros esportivos e afins, com participação de mais de 50 pessoas e sem o distanciamento social mínimo de 1,5 m estava proibida. Porém, para realização dos eventos, é preciso que o local mantenha os protocolos de biossegurança.

Novas regras em MS

A decisão leva em conta o avanço da vacinação contra o coronavírus. Mesmo assim, as cidades de MS podem adotar medidas próprias.

Com o fim do toque de recolher, só a lotação dos estabelecimentos segue conforme as bandeiras indicadas pelo Prosseguir, programa do Governo do Estado que orienta medidas restritivas a serem definidas pelos municípios. Nas cidades com bandeira cinza, a lotação máxima permitida é de 30% da capacidade total dos ambientes.

No caso da bandeira vermelha, será de 50%, e, para bandeira laranja, de 70%. Nas cidades com bandeira amarela, a lotação nos comércios será de 90% e, com bandeira verde, liberada para 100% da ocupação — essas previsões seguem válidas.

Fonte: Midiamax
Por: Gabriel Maymone

***