Grande conquista para os estudantes de MS - Jornal Correio MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

12/08/2021

Grande conquista para os estudantes de MS

©DIVULGAÇÃO
O Deputado Estadual Herculano Borges, autor da Lei 5.643/21 que criou a Carteira Digital de Identificação Estudantil do Mato Grosso do Sul (CDIEMS), participou do seu lançamento na tarde nesta quarta-feira (11), no auditório da Governadoria.

A Carteira Digital atenderá em torno de 670 mil alunos de todas as redes de ensino, estadual, municipal, federal ou particular. O serviço vai englobar desde o ensino básico ao superior, passando também pelo ensino técnico profissionalizante.

Ela poderá ser solicitada diretamente pelo aplicativo MS Digital e será gratuita. É necessário que o estudante comprove ser aluno regular matriculado na rede pública ou particular de ensino, em todos os níveis e etapas de ensino, no ano em curso.

Todos os passos, desde a solicitação até o acesso ao documento, serão realizados virtualmente via aplicativo com o fornecimento de dados do estudante, foto, documentação e dados de matrícula. Para a emissão, o gestor escolar validará a inscrição com base nos dados enviados pelo estudante.

O aplicativo MS Digital foi desenvolvido pela Superintendência de Gestão da Informação (SGI) para simplificar o acesso aos principais serviços oferecidos pelo Governo Estadual e está disponível nas lojas virtuais multiplataforma.

" Estou muito feliz e grato ao Governador Reinaldo Azambuja, à secretária de educação Maria Cecilia e sua equipe, por essa grande conquista para todos estudantes de Mato Grosso do Sul. A carteira estudantil é fundamental para modernizar o sistema de identificação dos alunos garantindo assim, os direitos que eles possuem. Hoje temos carteiras de identificação sem formato padronizado, e que não são gratuitas, mas sim cobradas do bolso do estudante. Com o uso da tecnologia, as carteiras digitais serão gratuitas e não serão vulneráveis a qualquer tipo de fraude. Representa também mais segurança aos produtores de eventos que poderão garantir o direito de meia-entrada apenas a quem realmente é estudante”, explicou o deputado Herculano.


ASSECOM


***