Covid: taxa de contágio se mantém em 0.88 pelo quarto dia seguido em MS - Jornal Correio MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

11/08/2021

Covid: taxa de contágio se mantém em 0.88 pelo quarto dia seguido em MS

Nesta quarta-feira (11) o Boletim Epidemiológico Covid registrou mais 371 casos e 23 novos óbitos por complicações da doença em Mato Grosso do Sul.

Os municípios com maior número de casos são Três Lagoas (+65), Campo Grande (+64), Dourados (+42), Sonora (+20) e Ribas do Rio Pardo (+19). Com a atualização, a média móvel indica que 487 foram confirmados por dia na última semana.

Os óbitos registrados nesta quarta, são de sul-mato-grossenses que residiam em Campo Grande (13), Corumbá (2), Bataguassu (1), Brasilândia (1), Chapadão do Sul (1), Corguinho (1), Costa Rica (1), Maracaju (1), Ponta Porã (1) e São Gabriel do Oeste (1). A média móvel de mortes dos últimos 7 dias está em 15,7.

A fila de espera por um leito de acordo com o boletim epidemiológico conta com 13 pacientes na Central de Regulação de Campo Grande, 1 na Central de Dourados e nenhuma na do Estado.

De 4.091 casos ativos em Mato Grosso do Sul, 447 são pacientes internados, sendo 163 em leitos clínicos e 284 em leitos de UTI. A taxa de ocupação global de leitos UTI/SUS está abaixo de 80% nas quatro macrorregiões do Estado: Campo Grande (77%), Dourados (53%), Três Lagoas (57%) e Corumbá (49%). Ainda assim, a secretária adjunta da SES reforçou que o indicador precisa estar abaixo de 75%.

A taxa de contágio se manteve estável em 0.88 pelo quarto dia seguido. Ainda assim o Estado continua acima do menor patamar alcançado no dia 18 de julho que foi de 0.82.

Mato Grosso do Sul já atingiu 85,47% da população vacinada com pelo menos uma dose ou dose única. Nesse mesmo público, se considerar a população já considerada imunizada, o índice chega a 48,49%.

Durante a live, a secretária adjunta da saúde, Crhistinne Maymone enfatizou a importância de completar o ciclo vacinal e ainda assim manter uso de máscaras e distanciamento social.

“A vacina é quem protege a gravidade da doença. É um ato de solidariedade coletiva, que protege a você mesmo, e a toda sociedade”.

Confira aqui o detalhamento do boletim epidemiológico Covid desta quarta-feira, 11 de agosto de 2021.

Por: Mireli Obando

***