O senador Nelsinho Trad propõe a redução de barreiras pela vacinação para todos nas Américas - Jornal Correio MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

29/06/2021

O senador Nelsinho Trad propõe a redução de barreiras pela vacinação para todos nas Américas

Parlamentar sul-mato-grossense discursou durante a primeira cúpula dos Parlamentos das Américas nesta terça-feira (29)

senador Nelsinho Trad (PSD-MS)
O senador Nelsinho Trad (PSD-MS) expôs a preocupação com o acesso universal a vacinas e medicamentos contra a covid hoje na 1ª cúpula dos Parlamentos da região das Américas. Autor do substitutivo ao PL 12/2021, que propõe a licença compulsória para esses e outros insumos de saúde usados no enfrentamento à pandemia, o parlamentar dividiu sua experiência no Senado com os pares da América Latina e do Caribe.

O senador Nelsinho Trad foi um dos debatedores da mesa "Fortalecimento dos processos de vacinação e cooperação na América Latina e Caribe", composta ainda pelo subdiretor da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) em Washington, Doutor Jarbas Barbosa, e pela secretária executiva do Organismo Andino de Saúde (ORAS), Doutora Maria Del Carmen Calle.

No discurso, o senador destacou como a crise sanitária evidenciou desigualdades entre os países das Américas. “Quero ressaltar a necessidade de superarmos a nossa dependência de importação de tecnologias de saúde. Destaco, aqui, medicamentos e vacinas importados de países que estão fora da nossa região”.

O subdiretor da OPAS, Jarbas Barbosa, também alertou para essa necessidade. “Já temos mais de 180 mil casos (de covid) em todo o mundo e a região das Américas é a mais afetada. Temos quase 4 milhões de mortes no mundo e a região das Américas, 1.891.000.”

Com relação à vacinação de suas populações, ainda segundo o Doutor Jarbas, é grande a desigualdade entre países desenvolvidos e aqueles em desenvolvimento, uma diferença que alcança 70%.

Outro tema relevante foi o descompasso da capacidade produtiva de vacinas e insumos de saúde na região. “Não podemos fechar os nossos olhos para a nossa real capacidade produtiva. É preciso estimular o desenvolvimento nacional. Nossas indústrias precisam jogar no campo de interesses globais. A experiência dolorosa com o coronavírus não pode ser permanente na nossa região.”

A cúpula de hoje, promovida pelo Parlamento Andino, também contemplou o tema da integração. O senador sul-mato-grossense foi o único a participar de duas mesas.

Como presidente do Parlamento Amazônico, Nelsinho Trad priorizou o exercício da diplomacia parlamentar para cooperação internacional entre os Legislativos e demais instituições nacionais e internacionais. “A convergência de intenções e o intercâmbio de nossas experiências como parlamentares deve ser o nosso principal foco. Ela nos manterá firmes no propósito de servir ao desenvolvimento sustentável e à preservação da nossa Amazônia”.​


ASSECOM


**