DOURADOS| Começa hoje vacinação contra influenza para todos grupos - Jornal Correio MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

09/06/2021

DOURADOS| Começa hoje vacinação contra influenza para todos grupos

Confira quem pode tomar a dose e quais postos farão a aplicação

A 23ª Campanha Nacional de Vacinação Contra a Gripe entra em sua terceira fase a partir desta quarta-feira (9). Todos os grupos elencados pelo ministério da saúde podem receber a dose da influenza.

De hoje até o próximo dia 9 de julho, podem se vacinar: gestantes, mães com até 45 dias após o parto, crianças de 6 meses a menores de 6 anos, povos indígenas, trabalhadores da saúde, idosos com 60 anos ou mais, professores, doentes crônicos, caminhoneiros, pessoas com deficiência permanente, membros das forças de segurança e salvamento e Forças Armadas, motoristas e cobradores de transporte coletivo e trabalhadores portuários.

Em Dourados a procura segue baixa, apenas 26.256 doses foram aplicadas, o público alvo é 104.896, deixando a cobertura vacinal em 24,9%. “Lembramos que quem é do grupo prioritário para as duas vacinas, Influenza e Covid-19, você deve tomar as duas, respeitando o intervalo de 14 dias entre elas”, explica o secretário municipal de Saúde, Edvan Marcelo Marques.

As unidades de saúde urbanas, que estão vacinando contra influenza, são: Novo Horizonte, Seleta, Cuiabazinho, Vila Hilda, Campo Dourado, Carisma, Piratininga, Chácara dos Caiuás, Maracanã, Cabeceira Alegre, Parque das Nações II, Jockei Clube, Guaicurus, Vila Vieira e no Bem Te Vi.

Segundo o secretário de saúde, com a pandemia da Covid-19, a imunização contra a gripe se tornou ainda mais importante. A vacina deixa o sistema imunológico 80% protegido contra cepas do vírus influenza.

A influenza é uma infecção viral aguda que afeta o sistema respiratório. É de elevada transmissibilidade e distribuição global, com tendência a se disseminar facilmente em epidemias sazonais, podendo também causar pandemias. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), os casos de influenza podem variar de quadros leves a graves e podem levar ao óbito.

ASSECOM

***