PORTO MURTINHO| Município decreta toque de recolher das 12h às 5h e proíbe circulação aos finais de semana - Jornal Correio MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

29/05/2021

PORTO MURTINHO| Município decreta toque de recolher das 12h às 5h e proíbe circulação aos finais de semana

Além das medidas restritivas de fluxo de pessoas, a prefeitura de Porto Murtinho proibiu a venda de bebidas alcoólicas durante os fins de semana, feriados e pontos facultativos. Pousadas e hotéis devem ficar fechados, estão autorizados a receberem apenas 'viajantes', que devem apresentar teste negativo para Covid, feito nas últimas 72h.

Novo contorno rodoviário em Porto Murtinho (MS) ©Governo de MS/Divulgação
A prefeitura de Porto Murtinho (MS), a 439 km de Campo Grande, publicou um novo decreto contendo algumas medidas restritivas, em decorrência do avanço da Covid, na cidade. Dentre as restrições, o município decidiu instalar toque de recolher das 12h às 5h. As decisões entraram em vigor a partir deste sábado (29), às 12h, e seguem até 8 de junho deste ano.

No decreto, a prefeitura da cidade deixou claro que as medidas foram tomadas em decorrência do agravamento da Covid, na localidade. "Considerando o aumento desenfreado de números de casos registrados, que no mês de Maio/2021 já registrou 324 casos positivos de Covid", detalharam no documento oficial.

Além do toque de recolher, Porto Murtinho decretou a proibição da circulação de pessoas e veículos durante os sábados, domingos, feriados e pontos facultativos. Fica permitido o funcionamento dos serviços por delivery dos setores de alimentação, gás de cozinha, água potável, medicamentos e mercados.

No decreto, ficou determinado o fechamento das pousadas e hotéis, 'exceto em casos de pessoas que são mensalistas (moradores), ou ainda, sejam viajantes (vendedores, etc) que vêm até a cidade para abastecer o comércio local, como por exemplo os motoristas de caminhões de gêneros alimentícios".

Estes hóspedes que estão permitidos ficam condicionados à obrigatoriedade de apresentação de resultado negativo para Covid, com prazo de 72 horas.

"Fica determinado que os hotéis e pousadas deverão entregar relatório diário dos 'hóspedes' mensalistas ou viajantes (vendedores etc.) que receberem em seu estabelecimento, sendo o recebimento desta responsabilidade da Secretaria Municipal de Cultura, Turismo e Desenvolvimento Local, que deverá entregar os relatórios a Secretária Municipal de Saúde", explicaram no decreto.

Igrejas, academias, escolas particulares, autoescolas, salões de beleza e espaços de estética devem ficar fechados durante o período de restrição, como diz o documento oficial.

No decreto, fica vedado a venda de bebidas alcoólicas aos finais de semana, feriados e pontos facultativos no âmbito de Porto Murtinho, "bem como fica proibido o consumo de bebidas alcoólicas nos locais públicos".

De acordo com o sistema Mais Saúde, plataforma do governo do estado que apresenta os dados da pandemia no estado, Porto Murtinho acumula 1068 casos da Covid e 28 mortes ligadas diretamente ao vírus.

Por José Câmara, G1 MS


***