“Perde o PT, perde o Estado, perdemos todos nós”, diz Zeca em adeus a Almi - Jornal Correio MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

25/05/2021

“Perde o PT, perde o Estado, perdemos todos nós”, diz Zeca em adeus a Almi

Colega de José Almi na Assembleia, Pedro Kemp relata a indignação por mortes evitáveis

Ex-governador Zeca do PT lembra que conheceu Cabo Almi na eleição de 1996
Enlutados com a morte do deputado estadual José Almi, mais uma vítima da covid, companheiros de jornada no PT lamentam a perda de um grande quadro partidário e de que mortes pela doença seriam evitáveis se o Brasil tivesse vacinado em massa.

Zeca do PT volta a 1996 e lembra que conheceu Almi nas eleições municipais de Campo Grande. “Quando fui candidato a prefeito. Convidamos ele para se filiar. Naquela eleição, saiu vereador eleito. Era trabalhador, honrado e do bem. Perde o PT, perde o Estado, perdemos todos nós”, afirma o ex-governador.

Colega de Cabo Almi na bancada da Assembleia Legislativa, Pedro Kemp (PT) conta que a parceria começou em 1996, quando ambos eram vereadores na Capital. “De lá para cá, sempre estivemos juntos nas atividades do partido. Um parlamentar com atuação exemplar. Perdemos um grande companheiro”, afirma Kemp.

O deputado lamenta a política nacional de vacinação contra a covid, que começou em janeiro, mas ainda excluiu a grande maioria dos brasileiros.
Pedro Kemp e Almi em sessão antes da pandemia
Vendo na CPI da Covid que o Brasil deixou de responder as ofertas que foram feitas da vacina. A gente fica indignado com essa situação, perdendo tantas pessoas e sabendo que essas mortes poderiam ser evitadas”, enfatiza Kemp.

Em mais de um ano de pandemia, choram zecas, pedros e muitos sul-mato-grossenses. Até ontem, a covid-19 já tinha ceifado 6.249 vidas até ontem.

Trajetória 

José Almi Pereira Moura, mais conhecido como "Cabo Almi", 58 anos, morreu na noite de ontem (dia 24) por complicações da covid-19. Na luta contra a doença, foram 17 dias de internação. O quadro se tornou gravíssimo e ele não resistiu.

Natural do Paraná, ele se mudou para Mato Grosso do Sul em 1963, em companhia da família. Policial miliar, começou a trajetória política com a eleição para vereador. Após três mandatos na Câmara Municipal de Campo Grande, chegou à Assembleia Legislativa em 2011.

O velório do deputado Cabo Almi será das 14h30 às 16h30, no Cemitério Memorial Park, Rua Francisco dos Anjos, 422, Bairro Santa Branca, em Campo Grande.

Fonte: CAMPO GRANDE NEWS
Por: Aline dos Santos e Marta Ferreira

***