Morre o Deputado estadual em MS, Cabo Almi, de Covid-19 em Campo Grande - Jornal Correio MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

24/05/2021

Morre o Deputado estadual em MS, Cabo Almi, de Covid-19 em Campo Grande

Ele estava internado e morreu na noite desta segunda-feira (24).

Cabo Almi, deputado estadual pelo PT ©ARQUIVO
O deputado estadual em Mato Grosso do Sul, Cabo Almi (PT), morreu de Covid-19 às 23h45 (de MS), desta segunda-feira (24), em Campo Grande. O governador do estado, Reinaldo Azambuja (PSDB), decretou luto oficial de três dias.

O parlamentar foi diagnosticado com Covid dia 3 de maio e estava em isolamento, em casa. No dia 7 o estado do deputado se agravou, um médico foi chamado para atendê-lo e ele saiu da residência de ambulância direto para o Hospital Cassems.

Conforme Francisco Ferreira, chefe de gabinete do deputado, ao chegar no hospital, Cabo Almi foi intubado e respirou com ajuda de aparelhos até o dia 23.

Na noite de ontem o parlamentar não resistiu. O velório e o sepultamento estão marcados para a tarde desta terça-feira (25), no cemitério Memorial Park, entre 14h30 e 16h30.

Cabo Almi era policial militar da reserva. Tinha 58 anos e deixa esposa, três filhos e uma neta. Ele já havia sido vereador na capital sul-mato-grossense e estava no segundo mandato como deputado.

Homenagens

O governador Reinaldo Azambuja se manifestou sobre a morte do deputado pelas redes sociais.

"Infelizmente, a Covid-19 venceu o deputado estadual Cabo Almi. Fica sua história a inspirar nossa geração: menino de família de lavradores que vence, torna-se um líder político combativo, pragmático, íntegro nas suas convicções e que, eleição após eleição, via seu mandato se renovar. O primeiro foi de vereador em Campo Grande, em 1996. Em 2011 assumiu uma cadeira no Parlamento estadual. Nossos sentimentos à família e aos muitos amigos e seguidores".

O presidente do PT no estado, Vladimir da Silva Ferreira, disse que Cabo Almi "era um ser humano extraordinário, um importante membro da comunidade. Ainda estamos digerindo essa informação".

Para o presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, Paulo Correa (PSDB), a morte de Cabo Almi "é uma imensa perda para a Assembleia Legislativa, para a Segurança Pública e para toda a população sul-mato-grossense, que se despede de um dos mais atuantes deputados estaduais". Ele prossegue: "Cabo Almi deixa um imenso legado de solidariedade, retidão e atuação em defesa dos menos favorecidos. Meus mais sinceros sentimentos a cada familiar e amigo".

G1

***