Embaixadora e ministro da Venezuela visitam a Câmara Municipal e pedem apoio aos imigrantes espalhados pelas ruas da Capital - Jornal Correio MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

18/05/2021

Embaixadora e ministro da Venezuela visitam a Câmara Municipal e pedem apoio aos imigrantes espalhados pelas ruas da Capital

©DIVULGAÇÃO
Nesta terça-feira (18 de maio), o presidente da Câmara Municipal de Campo Grande, vereador Carlos Augusto Borges (Carlão PSB), acompanhado de outros vereadores e do deputado estadual Felipe Orro, recebeu a visita da Embaixadora da Venezuela no Brasil, María Teresa Belandria e do Ministro Conselheiro da Embaixada, Tomás Silva. Ambos nomeados pelo governo de Juan Guaidó. Carlão ressaltou a importância da visita dos diplomatas que vieram à Capital para tratar da crise migratória dos venezuelanos.

“Para nós, da Câmara Municipal da Capital, é uma honra receber a visita inédita da delegação diplomática da Venezuela. Manifestando que estamos à disposição para apoiar os imigrantes venezuelanos que estão em nossa cidade, na maioria das vezes em situação de vulnerabilidade social”, afirmou o presidente Carlão, destacando que a Câmara vai apresentar um Manifesto de Apoio aos diplomatas.

A embaixadora María Teresa Belandria, explicou que sua visita à Câmara tem por objetivo angariar o apoio dos vereadores na condução da situação dos imigrantes que estão nas ruas de Campo Grande.

“Nosso povo está nas ruas, nos semáforos da sua cidade, vieram por trilhas, de forma clandestina. Só em Campo Grande, cerca de 500 famílias, mais ou menos 2 mil pessoas, muitas crianças. Sem documentos e as mínimas condições de sobrevivência. Vieram fugindo de uma crise política, que culminou em uma crise humanitária que se instalou em nossa nação. Vieram em busca de alimentação, água, saúde, empregos e tudo que hoje falta na Venezuela. Principalmente porque aqui no Brasil encontram liberdade, democracia e oportunidades. Os vereadores são os políticos mais próximos da população, do povo nas ruas e por isso viemos até aqui, pedir atenção aos venezuelanos”, disse María Teresa.

Já o ministro conselheiro da Embaixada Venezuelana, Tomás Silva, reforçou a necessidade de apoio político à causa da democracia na Venezuela, pelo direito aos princípios fundamentais, como eleições livres e acompanhada internacionalmente.

“Nosso problema é a falta da democracia, vivemos uma ditadura e todo apoio político é bem-vindo! Em nosso país os líderes como prefeitos, deputados, vereadores, estudantes e toda população é cerceada de seus direitos mais básicos. Existe prisão indevida, tortura e perseguições. Precisamos de apoio a nossa causa”, disse Tomás.

Nomeada em 2019 pelo presidente provisório Juan Guaidó e reconhecida pelo Governo brasileiro, Belandria está visitando os prefeitos da Capital, Marquinhos Trad e de Dourados para levantar números oficiais sobre seus compatriotas nessas cidades e como está ocorrendo a acolhida deles. O governador do Estado, Reinaldo Azambuja também será visitado e outras autoridades do Estado.

Os vereadores Beto Avelar, Victor Rocha e Eduardo Miranda também acompanharam a vista dos diplomatas venezuelanos.
©DIVULGAÇÃO



Por:  Janaina Gaspar

***