DOURADOS| Por 14 dias, só entra na cidade quem provar estar vacinado e sem covid - Jornal Correio MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

28/05/2021

DOURADOS| Por 14 dias, só entra na cidade quem provar estar vacinado e sem covid

Além disso, restrição para estabelecimentos e circulação de pessoas foram decretadas nesta sexta-feira 

Avenida Marcelino Pires, uma das principais de Dourados
Dourados vai literalmente parar. O avanço da covid-19 na segunda maior cidade de Mato Grosso do Sul - com população que passa dos 200 mil habitantes - e escassez de vagas para internação e tratamento dos acometidos pela doença fez com que medidas rígidas fossem tomadas pelo prefeito Alan Guedes (PP).

O anúncio de lockdown foi feito hoje (28) de manhã por Guedes e publicado no fim da tarde em Diário Oficial. Além das restrições de horário e circulação já antecipadas pelo Campo Grande News, o decreto trouxe mais detalhes.

Um deles é a limitação da entrada de pessoas na cidade. Entre domingo (30) e o dia 12 de junho apenas quem for morador ou provar que está vacinado poderá entrar em Dourados - cidade localizada a 228 km de Campo Grande. Além desses, os que apresentarem teste negativo de covid-19 de no máximo 48 horas também estão liberados.

Equipes da Agetran (Agência Municipal de Trânsito) ficarão na rodoviária e nas entradas da cidade para fazer tal fiscalização, conforme prevê o artigo 12 do decreto de número 400. Quem não atender aos critérios estabelecidos, será barrado.

Quanto a circulação de pessoas, apenas profissionais de saúde, de imprensa, de segurança e agentes públicos, quando em trabalho, poderão o fazer. Demais categorias só poderão ir às ruas para fins específicos, como idas a supermercados. Vale ressaltar que a regra vale nas 24 horas do dia, até 12 de junho.

Critérios para abrir - Só supermercados, açougues, padarias, farmácias, hospitais e postos de gasolina vão funcionar nos 14 dias de lockdown em Dourados, além das feiras livres. Porém, para evitar burlagem das regras, foram definidos critérios para os estabelecimentos serem de fato enquadrados como supermercados.

Eles devem comercializar ao menos 60% dos seus produtos disponíveis sete de uma lista de 11 itens, que incluem carnes, leite, feijão, arroz, farinhas, legumes, pães, frutas e açúcar, além de café e chá (enquadrados como item único) e óleo, banha e manteira (também listados como item único).

Segundo a prefeitura, os estabelecimentos liberados poderão abrir com apenas 50% da capacidade e com permissão de apenas uma pessoa por família entrar, exceto em casos de família monoparental e pessoas que precisem de acompanhante devido a condições físicas e psicológicas apresentadas naquele momento.

O horário de funcionamento dos supermercados, açougues e padarias poderão funcionar de segunda a sábado até às 18h, enquanto no domingo a limitação é até ás 14h. Postos de gasolina (conveniências fechadas) e farmácias podem funcionar 24 horas por dia, enquanto distribuidoras de água e gás podem funcionar de segunda a sábado até 18h.

Já o transporte de passageiros e ônibus poderão funcionar para atender pessoas que precisarem dos serviços, com 50% de capacidade de passageiros sentados. Serviços de entrega de comida pronta ficam permitidos até as 21h, todos os dias, devendo os estabelecimentos manterem suas portas fechadas.

Fonte: CAMPO GRANDE NEWS
Por: Nyelder Rodrigues

***