Sanesul esboça em reunião na Assomasul metas da ‘universalização do esgotamento’ sanitário em MS - Jornal Correio MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

24/04/2021

Sanesul esboça em reunião na Assomasul metas da ‘universalização do esgotamento’ sanitário em MS

Valdir Júnior, Walter Carneiro Jr, Rogério Rosalin e Jair Scapini ©DIVULGAÇÃO
Prefeitos dos 68 municípios atendidos pela Sanesul (Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul) terão a oportunidade de conhecer o plano de metas do modelo de ‘universalização do esgotamento sanitário’ a ser apresentado pela diretoria da concessionária nesta segunda-feira (26), na Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul), em Campo Grande, em reunião presencial e por videoconferência.

O encontro, previsto para começar às 14 horas, deve contar com a participação do diretor-presidente da Sanesul, Walter Carneiro Júnior, do presidente da Assomasul, Valdir Júnior, do presidente do Conselho de Administração da Estatal, Álvaro Scriptore, do diretor-presidente da MS Pantanal, Celso Paschoal Jr, e do diretor institucional desta empresa, Paulo Antunes.

No início de maio, a MS Pantanal assumirá, por um prazo de 30 anos, o sistema de esgotamento sanitário nas cidades assistidas pela Sanesul.

Por causa da pandemia da Covid-19 (novo coronavírus), a reunião seguirá o protocolo de biossegurança, incluindo distanciamento, uso de máscaras e álcool e geral. Além do mais, a maioria dos prefeitos participará da apresentação por videoconferência.

A proposta de universalização do esgotamento sanitário em Mato Grosso do Sul ganhou notoriedade em âmbito nacional, tendo recebido inclusive elogios do ministro Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional).

No começo do mês, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) assinou contrato da PPP (Parceria Público Privada) do Esgotamento Sanitário com a empresa Aegea Saneamento e Participações S.A., vencedora do leilão realizado em outubro de 2020.

“Para a Sanesul, é fundamental a participação dos prefeitos nesse momento de transformação que a companhia vive. Nós estamos antecipando investimentos, fazendo gestão de governança para ter mais eficiência e agora buscando um parceiro privado para investir nos nossos sistemas de esgotamento sanitário, isso é gestão, é governança e é antecipação das metas que nós temos com os municípios de Mato Grosso do Sul”, pontuou Walter Carneiro Júnior, em entrevista exclusiva ao Portal da Assomasul (www.assomasul.org.br).

A ideia da estatal é que mais de 1,7 milhão de famílias sejam atendidas com a rede coletora de esgoto em casa para que se possa fazer a destinação correta do resíduo produzido.

“Então, nós estaremos nesta data na Assomasul, a diretoria da Sanesul, juntamente com a diretoria da MS Pantanal para apresentar quem são os atores, as responsabilidades e de que maneira que essa parceria vai se consolidar”, acrescentou.

O diretor-presidente da Sanesul disse que para o usuário e para a relação institucional com os municípios não altera nada, uma vez que, segundo ele, a MS Pantanal é uma prestadora de serviço para fazer os investimentos visando tornar Mato Grosso do Sul o primeiro estado do Brasil a universalizar o saneamento básico.

No último dia 14, o presidente Valdir Júnior se reuniu com Walter Carneiro Júnior e com Celso Paschoal para discutir a nova fase do projeto de universalização do esgotamento sanitário em MS, acompanhado do prefeito de Guia Lopes da Laguna, Jair Scapini, e do diretor-geral da Assomasul, Rogério Rosalin.

Valdir Júnior ressalta a importância da participação de todos no encontro e reafirma o compromisso da entidade com as parcerias institucionais em torno de benefício para os municípios do Estado, sobretudo, a melhoria da qualidade de vida da população sul-mato-grossense.

Os municípios atendidos pela Sanesul são Água Clara, Alcinópolis, Amambai, Anastácio, Anaurilândia, Angélica, Antônio João, Aparecida do Taboado, Aquidauana, Aral Moreira, Bataguassu, Batayporã, Bodoquena, Bonito, Brasilândia, Caarapó, Camapuã, Caracol, Chapadão do Sul, Coronel Sapucaia, Corumbá, Coxim, Deodápolis, Dois Irmãos do Buriti, Douradina, Dourados, Eldorado, Fátima do Sul, Figueirão, Guia Lopes da Laguna, Iguatemi, Inocência, Itaporã, Itaquiraí, Ivinhema, Japorã, Jardim, Jateí, Juti, Ladário, Laguna Carapã, Maracaju, Miranda, Mundo Novo, Naviraí, Nioaque, Nova Alvorada do Sul, Nova Andradina, Novo Horizonte do Sul, Paranaíba, Paranhos, Pedro Gomes, Ponta Porã, Porto Murtinho, Ribas do Rio Pardo, Rio Brilhante, Rio Negro, Rio Verde, Santa Rita do Pardo, Selvíria, Sete Quedas, Sidrolândia, Sonora, Tacuru, Taquarussu, Terenos, Três Lagoas e Vicentina.

Por: Willams Araújo

***