TRÊS LAGOAS| Educação Municipal faz avaliação diária sobre volta às aulas e segue com protocolos rigorosos de segurança nas unidades de ensino - Jornal Correio MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

12/03/2021

TRÊS LAGOAS| Educação Municipal faz avaliação diária sobre volta às aulas e segue com protocolos rigorosos de segurança nas unidades de ensino

©DIVULGAÇÃO
Visando trazer segurança para a volta às aulas dos alunos das Escolas e Centros de Educação Infantil de Três Lagoas, a Secretaria Municipal de Educação e Cultura (SEMEC) de Três Lagoas tem adotado uma postura de cuidados desde o primeiro dia de aula.

Os números apresentados pela Vigilância Epidemiológica de Três Lagoas mostram que a Cidade vive um momento delicado da pandemia e a gestão tem se mostrado preocupada com a situação e empática com as necessidades da população. Um exemplo disso foi a preparação da volta às aulas com toda a segurança necessária para alunos e profissionais da educação.

De acordo com a secretária de Educação, Ângela Brito, todas as sextas-feiras as Unidades estão se encontrando para avaliar as vivências da semana para que em conjunto busquem atender as oportunidades de melhorias, ajustando a realidade que este momento excepcional condiciona as ações.

“Além desse encontro, eu, pessoalmente, junto com uma equipe da SEMEC, tenho percorrido as Unidades diariamente para conversar com os profissionais e acompanhar os alunos para termos dados e informações que nos ajudem a tomar as melhores decisões com base nos resultados epidemiológicos da Cidade”, disse Ângela.

BIOSSEGURANÇA

Para alunos e profissionais se sentirem seguros para este momento de retorno das aulas, a Rede se preparou com meses de antecedência elaborando um plano de Biossegurança feito pela própria SEMEC para seguir de modelo as Unidades Escolares de Três Lagoas. Diferentemente de um ano atrás, quando as aulas foram interrompidas, hoje, há um preparo por parte da REME para conduzir as aulas no atual formato e prevenir a proliferação do Novo Coronavírus.

Segundo Ângela, “todas as etapas do retorno tais como biossegurança, currículo, acolhimento socioemocional, normatizações e o fortalecimento do vínculo com a família, foram organizadas no Plano de Ação e Protocolo de Biossegurança que foram fundamentações para que as Unidades de Ensino, por meio de seus Comitês Locais, organizassem os Planos de Retorno descritos nos Procedimentos Operacionais Padrão”, disse Ângela.

Entre as normas exigidas pelo plano está o uso de álcool em gel e aferição de temperatura na entrada além de passar por um tapete com água sanitária; adesivagem por toda a escola informando aos alunos sobre regras a serem seguidas e o lanche ser servido dentro das salas de aula estão entre as regras contidas no documento.

Equipamentos de segurança como máscaras tanto para os professores, quanto para os alunos, materiais de limpeza, aventais, entre outros foram adquiridos pelo município para tornar a volta segura para os profissionais e crianças.

Além disso os profissionais e alunos estão sendo orientados a manter distanciamento, fazerem uso correto das máscaras, não compartilhar objetos pessoais.

“Estamos avaliando tudo isso nestas visitas diárias nas Unidades, ou seja, reforçando a importância de seguir as normas e nos atentando também para o que podemos melhorar”, disse a Secretária, reforçando, portanto, a segurança por parte do Poder Público.

ENSINO HÍBRIDO

O Ensino Híbrido foi uma das opções que a SEMEC adotou para seguir um plano de Biosegurança elaborado para ser usado pelas Unidades Escolares de Três Lagoas.

Os alunos seguem um cronograma de alternância presencial e não presencial durante a semana para evitar aglomerações dentro das salas de aulas e os alunos assistirem as aulas seguindo todos os protocolos de segurança utilizando máscaras assim como seus professores.

“Estamos vivenciando um planejamento, desenvolvendo aprendizagens e acolhendo os estudantes que estiveram um ano distante das Unidades. Percebemos que os estudantes estão felizes com a volta e estamos trabalhando para que ela continue mantendo a segurança de todos”, finalizou a diretora.



ASSECOM

***