POLITICANDO| Por Jota Menon - Jornal Correio MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

30/03/2021

POLITICANDO| Por Jota Menon


EM SÃO PAULO

O ex-prefeito de Sidrolândia e ex-deputado estadual Enelvo Felini foi transferido no domingo, 28, de Campo Grande para São Paulo. Candidato a prefeito pelo PSDB na eleição extemporânea de Sidrolândia, ele foi detectado com a Covid-19 no último dia 15 e, após duas semanas de tratamento, os médicos acharam melhor transferi-lo para o Hospital Albert Einstein, na Capital Paulista.

EM SÃO PAULO (1)

A transferência de Enelvo para São Paulo trouxe ao noticiário o caso do vice-governador do Estado, Murilo Zauith (DEM), que foi transferido para o mesmo hospital paulistano no final de dezembro passado e desde então não se tem mais notícia de seu estado de saúde.

NOTICIAS DESENCONTRADAS

No caso de Murilo são muitas as notícias desencontradas sobre seu estado de saúde. Enquanto parentes próximos e amigos falam que ele está bem e se recuperando, já houve comentários de que durante o tratamento da Covid-19 teria sido detectada uma outra doença grave. Porém, até o momento são apenas especulações.

DEMOROU, MAS CAIU!

Se tem um cara que pode ser considerado um exímio malabarista este tem nome sobrenome: Ernesto Araújo. Desde que assumiu o Ministério das Relações Exteriores só fez titica e jogou o bom nome da diplomacia brasileira na lata de lixo. Ainda assim ficou mais de dois anos no posto e só caiu nesta segunda-feira porque fez a cagada de querer peitar a senadora Kátia Abreu (PP-TO), expoente do centrão e presidente da Comissão de Relações Exteriores do Senado Federal.

SURPREENDEU AO CAIR!

Enquanto a queda de Ernesto Araújo era festejada pela esquerda, pelo centro e pela direita racional uma notícia assustava a classe política brasileira: a demissão do ministro da Defesa, general Fernando Azevedo. Inicialmente, a sua saída do Ministério foi dada como pedido de demissão, porém, no decorrer do dia ficou claro que ele foi demitido pelo presidente Bolsonaro por não pressionar as Forças Armadas a assumirem posturas bolsonaristas.

ANÁLISE

Fiz compromisso com os leitores de que nesta edição do Politicando faria, em rápidas pinceladas, uma análise das disputas pelas cadeiras de deputados estaduais, deputados federais e senador da República. Mas, com uma semana cheia de problemas pessoais, acabei me atrasando e diante de todos os fatos novos que surgiram do sábado para segunda-feira, fico devendo a análise para o fim desta semana. Obrigado pela compreensão!

TRIPLO ADEUS!

A Covid-19 tem sido realmente implacável e tem feito vítimas fatais de todas as idades e classes sociais. Apenas nos últimos dias, três pessoas do nosso convívio se foram, vitimados pelo vírus implacável. Primeiro foi o radialista corumbaense Adilson José de Souza Lobo, que foi meu sócio no Jornal de Região. Em seguida veio a notícia da morte do amigo Paulo Catanante, fundador e proprietário do Ibrape, primeiro instituto de pesquisas de Mato Grosso do Sul, e, por fim, a confirmação da morte de Getúlio Gideão Bauermaster, que foi deputado estadual constituinte de MS e atualmente era presidente do Grupo Psicólogos Sem Fronteiras. Nossos sentimentos sinceros aos familiares enlutados!

E VIVA O PORCO!

E antes que me esqueça, está chegando o momento de paparmos mais um título internacional. Neste dia 4 entramos em campo – se a pandemia permitir – para atropelar o Defensia e Justicia da Argentina pela Supercopa Conmebol Libertadores. O primeiro jogo está marcado para ocorrer na Argentina e dia 11 a festa se completará em território brasileiro. E já vamos avisando que não queremos seca-pimenteiras torcendo por nós, não. Nós damos conta de ganhar sozinhos. E viva o Porco!

***