Mato Grosso do Sul terá R$ 327,8 milhões no orçamento da União - Jornal Correio MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

26/03/2021

Mato Grosso do Sul terá R$ 327,8 milhões no orçamento da União

Desses recursos, o coordenador da bancada federal, senador Nelsinho Trad, informa que R$ 270 milhões são emendas obrigatórias para 2021

©DIVULGAÇÃO
Os deputados federais e os senadores de Mato Grosso do Sul conquistaram R$ 327,8 milhões, em emendas coletivas, para execução de projetos em infraestrutura, desenvolvimento urbano, turismo, saúde, segurança pública e educação para os municípios do Estado.

O coordenador da bancada federal, senador Nelsinho Trad (PSD), esclareceu que o orçamento foi votado nesta semana e, hoje, recebeu informações do relator do orçamento, senador Márcio Bittar (MDB/AC), sobre os valores definidos para 2021 aprovados. “Dos R$ 327,8 milhões, R$ 270 milhões são de emendas obrigatórias que serão executadas para Mato Grosso do Sul”, disse o senador Nelsinho Trad.

Das prioridades estabelecidas em conjunto pela bancada federal, segundo o senador Nelsinho Trad, serão destinados R$ 22,8 milhões para estruturação de Unidades de Atenção Especializada em Saúde, no município de Campo Grande. “Recursos para o Hospital das Moreninhas e para o Centro de Especialidades Médicas”, informou o senador.

Obras para Campo Grande

A Prefeitura de Campo Grande será contemplada com R$ 47,9 milhões do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) no programa Apoio à Política Nacional de Desenvolvimento Urbano Voltado à Implantação e Qualificação Viária.

Infraestrutura Sul-Fronteira

O senador Nelsinho Trad destacou a aprovação da implantação do Projeto Sul-Fronteira, na MS-165, no trecho de Coronel Sapucaia a Paranhos, que receberá R$ 180 milhões do Ministério do Desenvolvimento Regional, sendo R$ 80,4 milhões (valores das emendas bancada federal) e outros R$ 100 milhões aprovados pelo relator do orçamento. “É uma rodovia importante para região da fronteira”, enfatizou o senador.

A rodovia federal BR-419, também foi contemplada com R$ 38 milhões para a continuação de suas obras, com importantes vias de acesso e desenvolvimento à Rota Bioceânica”, explicou o coordenador da bancada.

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) terá R$ 9,7 milhões para destinar a obras de conservação e recuperação de ativos de infraestrutura da União e recursos para construção de anel rodoviário em Três Lagoas, nas BRs 262 e 158 em Mato Grosso do Sul.

De acordo com a decisão da bancada federal, a Superintendência de Desenvolvimento do Centro Oeste (Sudeco) vai repassar R$ 21 milhões para Projetos de Desenvolvimento Sustentável em Ponta Porã, R$ 18 milhões para Corumbá e R$ 30 milhões para Dourados.

Segurança Pública

O Ministério da Justiça terá R$ 30,2 milhões que serão destinados para o Desenvolvimento de Políticas de Segurança Pública, Prevenção e Enfrentamento à Criminalidade com aquisição de equipamentos e materiais.

Turismo

A Feira Central de Campo Grande ganhou o apoio da bancada federal e vai receber R$ 16,7 milhões do Ministério do Turismo para sua execução.

Educação

A bancada federal definiu R$ 5,5 milhões para Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), R$ 7,5 milhões para Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) e R$ 7,5 milhões para Universidade Federal de Mato Grosso do Sul.

Emendas individuais

O coordenador da bancada informou que Mato Grosso do Sul terá ainda direito aos recursos de emendas individuais dos seus parlamentares. “São R$ 16,5 milhões para cada parlamentar destinar para saúde, assistência social, educação, infraestrutura, entre outros. Por força da lei, metade desses recursos vão para saúde e a outra é dividida. Em pouco tempo, divulgaremos quais serão os municípios contemplados”, explicou o senador Nelsinho Trad.​




ASSECOM

***