Governo de MS deve publicar nesta quarta novo decreto sobre restrições, mas baseado no Prosseguir medidas poderão ser flexibilizadas - Jornal Correio MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

30/03/2021

Governo de MS deve publicar nesta quarta novo decreto sobre restrições, mas baseado no Prosseguir medidas poderão ser flexibilizadas

Reinaldo Azambuja adiantou em entrevista ao MS1 da TV Morena, nesta terça (30), que os dados do programa Prosseguir vão nortear a iniciativa, mas antecipou que poderão ocorrer flexibilizações.

Governador Reinaldo Azambuja fala sobre novo programa de inclusão e compra de vacinas
O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) disse que nesta quarta-feira (31) deve ser divulgado um novo decreto com medidas restritivas para conter o avanço da Covid-19. Ele adiantou em entrevista ao MS1 da TV Morena, nesta terça (30), que os dados do programa Prosseguir vão nortear a iniciativa, mas antecipou que poderão ocorrer flexibilizações. Veja a integra da entrevista acima!

“Por precauções nós fizemos um decreto restritivo [que está em vigor até domingo, 4 de abril], durante esta semana e ontem [segunda-feira] nós recebemos as reivindicações do comércio e de outros segmentos. Está sendo analisado. Algumas das reivindicações serão sim atendidas na segunda-feira", comentou.

O governador disse que nesta terça-feira deve receber as informações do programa Prosseguir, que aponta o grau de risco para a pandemia de cada cidade e classifica os municípios em bandeiras, e que serão esses dados que vão fundamentar o novo decreto.

“Amanhã [quarta-feira] já amos anunciar o novo decreto, que vai valer a partir de segunda-feira, com algumas flexibilizações sim, mas preservando a biossegurança, preservando o uso de máscaras, preservando a diminuição da circulação, mas flexibilizando alguns segmentos o comércio para que eles possam voltar as atividades”.

Azambuja explicou ainda que apesar das orientações que cada município recebe do estado com base no Prosseguir, os prefeitos tem autonomia para implementar medidas mais restritivas ou mais brandas.

“O prefeito tem autonomia, ou para ser mais restritivo ou até flexibilizar algumas medidas. Mas temos seguido as regras praticamente equânimes, respeitando as regras do Ministério Público Estadual. O Prosseguir vai nortear, mas é possível que tenhamos também flexibilizações nos horários do toque de recolher, que foi, inclusive, um pedido dos setores que estiveram reunidos conosco ontem”.

Por G1 MS

***