Secretário de Saúde, Geraldo Resende embarca para buscar vacinas contra a Covid em São Paulo - Jornal Correio MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

17/01/2021

Secretário de Saúde, Geraldo Resende embarca para buscar vacinas contra a Covid em São Paulo

Doses chegam amanhã ao Estado e já começam a ser distribuídas aos 79 municípios

Geraldo Resende irá buscar vacinas em São Paulo ©Álvaro Rezende/Arquivo
O Secretário estadual de Saúde de Mato Grosso do Sul, Geraldo Resende, embarca, às 17h deste domingo (17), para buscar doses da vacina Coronavac em São Paulo.

De acordo com a SES, ele parte em avião do governo do Estado, e retorna amanhã, já com as doses do imunizante, que teve o uso emergencial aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) hoje.

Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, informou que a distribuição começa a ser feita amanhã para todos os estados do Brasil. 

Emocionado, Geraldo Resende disse ao Correio do Estado que ainda não sabe o quantitativo de imunizantes que o Estado receberá, nem o horário em que devem chegar em Mato Grosso do Sul. 

"Quero reforçar que Mato Grosso do Sul já está preparado para receber e distribuir aos municípios todas as doses enviadas pelo Ministério da Saúde, em no máximo 48 horas, a partir do momento em que as vacinas tocarem o solo do nosso estado", disse Resende, em publicação nas redes sociais.

Campanha nacional de imunização contra a Covid começa na quarta-feira (20), às 10h, simultaneamente em todo o País.

O uso emergencial das vacinas Coronavac, do Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac, e da AstraZeneca, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), em parceria com o consórcio Astrazeneca/Oxford, foi aprovado hoje pelo Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

A campanha de vacinação, no entanto, deve começar apenas com a Coronavac, tendo em vista que o governo federal ainda tenta importar 2 milhões de doses da vacina de Oxford da Índia.

O fracionamento para cada estado começou a ser feito logo após a aprovação da Anvisa, pelo departamento logístico do Ministério da Saúde.

Às 7h desta segunda-feira, será feita uma entrega simbólica aos estados e, na sequência, a Força Aérea Brasileira (FAB) inicia a distribuição às unidades da federação, que serão responsáveis pela logística de enviar os imunizantes aos seus municípios.

Para a distribuição das vacinas aos 79 municípios, governo montou uma força-tarefa, utilizando os profissionais de saúde e forças de segurança do Estado para otimizar a distribuição e aplicação da vacina, em parceria com as Secretarias Municipais de Saúde.

Plano de vacinação foi elaborado por cada estado e pactuado junto ao Ministério da Saúde.

Em Mato Grosso do Sul, plano, divulgado no sábado, prevê três fases da campanha, com estimativa de imunizar 890.623 pessoas.

Na primeira fase serão contemplados: trabalhadores da saúde, população idosa a partir dos 75 anos de idade, pessoas com 60 anos ou mais, institucionalizadas (como asilos e instituições psiquiátricas), população indígena e povos e comunidades tradicionais ribeirinhas. 

Na segunda, serão imunizadas pessoas acima dos 60 anos e, na terceira fase, serão priorizadas pessoas com comorbidades que apresentam maior chance para agravamento da doença, como portadores de doenças renais crônicas, cardiovasculares, entre outras.

"Este é um momento de muita emoção e esperança para todos os brasileiros, mas em especial para bravos e invencíveis profissionais de saúde que estão há meses na linha de frente dessa guerra e devem ser os primeiros a receberem a vacina", diz Resende. 

Fonte: CE
Por: Daiany Albuquerque, Eduardo Miranda, Glaucea Vaccari

***