CAPITAL| No 1º Diogrande de 2021, Marquinhos nomeia secretários e mantém todos os quadros do 1º escalão - Jornal Correio MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

04/01/2021

CAPITAL| No 1º Diogrande de 2021, Marquinhos nomeia secretários e mantém todos os quadros do 1º escalão

Prefeito de Campo Grande já tinha dito que titulares só não permaneceriam caso desejassem sair

Prefeito Marquinhos Trad ao lado dos secretários Rudi Fioresi e Paulo Fernando, dois dos titulares reconduzidos ©Divulgação/CMCG/ARQUIVO
No primeiro Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande) de 2021, publicado nesta segunda-feira (4), o prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD), nomeou os secretários que vão atuar em seu segundo mandato, iniciado em 1º de janeiro. Permanecem nos quadros do primeiro e segundo escalão praticamente todos os titulares que já ocupavam os cargos na primeira etapa de seu governo, enquanto alguns que deixaram as funções para concorrer às eleições de 2020, foram substituídos.

Alexandre Ávalo segue como procurador-geral do município; Alex de Oliveira Gonçalves continua como chefe de gabinete e Antônio César Lacerda na função de secretário de Governo e Relações Institucionais. Na secretaria de Controladoria-Geral, Fiscalização e Transparência, Luiz Afonso de Freitas Gonçalves; na de Segurança Pública e Defesa Social, Valério Azambuja; e Pedro Pedrossian Neto, na secretaria de Finanças e Planejamento.

Agenor Matiello continua na secretaria de Gestão; Rudi Fioresi na de Infraestrutura e Serviços Públicos; Luiz Eduardo Costa na secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano; Hebert Assunção de Freitas na de Desenvolvimento Econômico, de Ciência e de Tecnologia. A secretaria de Educação segue com o comando de Elza Fernandes e, na Saúde, José Mauro Filho. José Mario Antunes da Silva foi reconduzido como secretário de Assistência Social, e Max Antônio Freitas da Cruz na pasta de Cultura e Turismo.

Subsecretários e diretores

Na subsecretaria de Proteção e Defesa do Consumidor, Vinícius Viana Alves Correa, que assumiu o cargo quando o então subsecretário, Valdir Custódio, o deixou para concorrer ao pleito eleitoral. Novo titular terá a Subsecretaria de Defesa dos Direitos Humanos, com Amadeu Wagner Borges. Antes da eleição, Ademar Vieira Júnior, conhecido como Coringa, era o titular. Ele deixou a função para concorrer à eleição para vereador, que venceu. Contudo, estava na subsecretaria, em seu lugar, Wellington Kester de Oliveira Uliana, segundo edição do Diogrande de 30 de dezembro de 2020.

Quem saiu para disputa eleitoral, mas retornou ao cargo é Carla Stephanini, que volta para o comando da Subsecretaria de Políticas para a Mulher. Ana Cristina Camargo de Castro permanece como titular da recém criada Subsecretaria do Bem-Estar Animal, e Laura Miranda também continuará à frente da subsecretaria de Políticas para a Juventude.

Ernesto Francisco dos Santos continua na subprefeitura de Anhanduí, enquanto Silvio Alexandre Ferreira, como subprefeito de Rochedinho, ambos distritos de Campo Grande. Camilla Nascimento de Oliveira segue como diretora-presidente do IMPCG (Instituto Municipal de Previdência de Campo Grande).

Na Agência de Habitação e Assuntos Fundiários, Enéas José de Carvalho Netto, que ocupou o lugar no primeiro mandato de Marquinhos, assim como Berenice Maria Jacob Domingues, como diretora-presidente da Agência de Meio Ambiente e Planejamento Urbano, e Vinícius Leite Campos, na Agência de Regulação dos Serviços Públicos.

Janine de Lima Bruno permanece na Agência de Transporte e Trânsito, Paulo Fernando Garcia Cardoso, na Agência de Tecnologia da Informação e Inovação, e Rodrigo Terra, na Fundação Municipal de Esporte. Luciano Silva Martins permanece na Fundação do Trabalho.

Ainda na eleição

No dia em que venceu a reeleição, Marquinhos Trad disse que não pretendia mexer em seu quadro. Depois, reiterou a intenção, oficializada em boa parte nesta segunda-feira (4). Confira clicando aqui, a partir da página .


Por: Mayara Bueno 


***