Festinha agora no máximo com 80 pessoas - Jornal Correio MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

14/12/2020

Festinha agora no máximo com 80 pessoas

Volta do passe do idoso das 9h até as 16h



Em reunião realizada na Prefeitura Municipal de Campo Grande na manhã desta segunda-feira (14), entre Ministério Público, Defensoria Pública e Câmara de Dirigentes Lojista (CDL), para reavaliação das medidas impostas para evitar contágio de coronavírus. Ficou acordado que as festas continuam com lotação em 40% e máxima de público em 80 pessoas. Para os idosos, a volta do passe livre, porém com limitação das 9h até as 16h.

O presidente da CDL, Adelaido Vila contou como foi a reunião. “Nós tínhamos combinado com o mistério público, que faríamos uma reavaliação da situação hoje, em cima do toque de recolher, a propositura do Ministério Publico era baixar o toque de recolher para 21h e proibir o consumo e comercialização de bebida alcoólica, além de outras medidas restritivas,” comenta.


Durante debate, foi possível manter o toque de recolher ás 22h, e vetar a proibição de consumo e comercialização de bebidas. Porém, os eventos seguem com ocupação máxima de 40% e com restrição a 80 pessoas por evento . “A gente está vendo muitas festas sendo organizadas em, espaços imensos, as famosas baladas, em fazendas e chácaras, não tem nada de errado, o cara tava ocupando 40%, agora o máximo de ocupação independente do espaço é de 80 pessoas.”, disse.

“Pra nós do setor de varejo, bares, restaurantes, logicamente que nós entendemos que deveria ampliar esse horário pra evitar aglomerações, mas só de restringir a gente já fica bastante contente, o impacto que seria a restrição pra 21h seria imenso, seria monstruoso, o impacto da proibição de consumo e comercialização de bebidas seria caótico, por que ele representa muito, principalmente no setor de bares e restaurantes, seria uma perda irreparável.”, explica sobre os impactos negativos que o setor sofreria.

Sobre o passe do idoso, Adelaido comenta que é um ponto importante, pois permite que o idoso circule na gratuidade das 9h até as 16h. “Isso permite que o idoso tenha o mínimo de circulação possível, acho que é uma medida social.”, finaliza.


Na próxima semana deve acontecer outra reunião para ver como está a evolução da onde de Covid-19. Segundo Adelaido, a tendencia de prorrogação do toque de recolher, que está estipulado até o dia 21 de dezembro.


Fonte: JD1
Por: Matheus Rondon