Chapa comandada pelo Deputado Paulo Corrêa é reeleita na Assembleia Legislativa - Jornal Correio MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

10/12/2020

Chapa comandada pelo Deputado Paulo Corrêa é reeleita na Assembleia Legislativa

Tucano teve a maioria dos votos na eleição da mesa diretora e segue no comando até o final de 2022

Deputados integrantes da mesa diretora tiram foto oficial, com a participação do secretário estadual de Articulação Política, Sérgio de Paula, ao centro ©Reprodução - Facebook
O deputado Paulo Corrêa (PSDB) é reeleito como presidente da Assembleia Legislativa. Ele vai continuar no comando da Casa de Leis por mais dois anos, até o final de 2022. O tucano teve o apoio e os votos da maioria dos colegas, em eleição da mesa diretora que ocorreu nesta manhã (10).

Foram 23 votos a favor e apenas uma abstenção. Só não houve consenso devido a posição do deputado Renan Contar (PSL), que escolheu não votar em ninguém. A eleição da mesa diretora não teve novidades em seus cargos, permanecendo os mesmos deputados ocupavam as respectivas funções.

"Reconduzido para o novo biênio, primeiras palavras é de gratidão e confiança renovada. Com humildade acolho esta recondução, entendo que é a maior missão na minha vida, pois com a experiência adquirida, não tenho direito de errar. Estou seguro da solidariedade da lucidez de todos os companheiros", afirmou Corrêa.

O tucano ainda destacou que a atual gestão teve um mandato democrático e independente e que sempre teve o cuidado de assegurar o desenvolvimento do Estado. "Diante de uma pandemia do coronavírus, o poder legislativo nos seus limites constitucional tem respondido com presteza a este momento. São nos momentos mais ásperos que a Assembleia tem se engrandecido".

Cargos - A primeira-secretaria segue com Zé Teixeira (DEM), que já está no cargo desde a legislatura passada. O parlamentar teve 22 votos, já Renan Contar, seu adversário ao cargo, contou com apenas um (voto), dele mesmo. Para esta função Carlos Alberto David (sem partido) preferiu se abster do voto.

A vice-presidência da Assembleia também continua com Eduardo Rocha (MDB). Os demais cargos permanecem com Neno Razuk (PTB), 2° vice-presidência, Antônio Vaz (Republicanos) na 3° vice-presidência, Herculano Borges (SD) de 2° secretário e Pedro Kemp (PT), no cargo de 3° secretário.

Evander Vendramini (PP) reclamou dos colegas de bloco político, que tinham combinado uma mudança na indicação dos nomes para mesa diretora. Por isso foi contra os nomes de Herculano, Razuk e Antônio Vaz.

Kemp ponderou que a eleição da mesa diretora é para administrar a Casa de Leis, não sendo uma aliança do campo ideológico. "Todos podem concorrer aos cargos, mas precisam se articular e conseguir os votos necessários".

Os deputados Lucas de Lima (SD), Renan Contar (PSL) e Felipe Orro (PSDB) ainda aproveitaram a eleição para pedir mais apoio da presidência em relação a CPI sobre cobrança de energia no Estado.

Articulação – A chapa encabeçada por Paulo Corrêa conseguiu se articular e conquistar o apoio e votos da maioria dos deputados, por isso o grupo inteiro foi reeleito, não tendo novidades na formação da mesa diretora. Eles tiveram o aval dos líderes dos blocos e dos principais partidos.

No começo das negociações, até havia um grupo de deputados que defendia a “renovação” de alguns cargos na mesa diretora, entre eles da 1° secretaria, responsável pelos contratos e finanças da Casa de Leis, no entanto eles não conseguiram se mobilizar para ter a maioria dos votos.

"Eu fui um dos daqueles que tentou a renovação, mas a Casa é feita de maioria, como não conseguimos viabilizar este apoio, sigo a chapa completa", descreveu Gerson Claro (PP).

A nova mesa diretora segue até o final de 2022. Com a mesma formação, os sete cargos ficaram divididos entre os dois blocos políticos da Casa de Leis, além da bancada do PSDB, que continua com a presidência.

Comando - Paulo Corrêa continua no comando da Assembleia, estando ele no seu sétimo mandato como deputado estadual. Ele começou suas atividades como parlamentar em 1997, quando estava na condição de suplente de deputado. Depois foi eleito em mais seis eleições seguidas para função.
©REPRODUÇÃO


Fonte: CAMPOGRANDENEWS
Por: Leonardo Rocha

***