Deputado Cabo Almi destina 40 mil para entidade que cuida de jovens em estado de vulnerabilidade social - Jornal Correio MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

26/11/2020

Deputado Cabo Almi destina 40 mil para entidade que cuida de jovens em estado de vulnerabilidade social

©DIVULGAÇÃO
O deputado estadual Cabo Almi, líder da bancada do PT na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, fez hoje (26) a entrega de mais um carro Fiat Uno 4 portas para a Associação Desafio Jovem Peniel de Campo Grande. Este veículo é o resultado de parte de emendas parlamentares destinadas as entidades sem fins lucrativas e que cuida da saúde e do bem-estar de pessoas que vivem em estado de vulnerabilidade social, sobretudo no consumo de substâncias psicoativas, seja do sexo masculino ou feminino. 

A entrega foi realizada no final da manhã desta quinta-feira ao Pr Reinaldo Divino dos Santos Gomes, diretor da entidade, que agradeceu o esforço e o reconhecimento do parlamentar em destinar esse veículo que será um instrumento de grande valia para atender a entidade em toda a sua extensão e, possibilitará também o deslocamento da equipe para atender às famílias. O valor da emenda que possibilitou a compra do carro novo foi de R$ 40.000,00 (quarenta mil reais). 
©DIVULGAÇÃO
O momento solene da entrega do veículo para a Associação Desafio Jovem Peniel de Campo Grande, contou com a presença do empresário Flávio Moura, filho do deputado Cabo Almi e do Pastor Reinaldo Divino, diretor da entidade e responsável pelo recebimento do carro Fiat Uno. 

Conheça um pouco mais da entidade beneficiada com a emenda parlamentar destinada pelo deputado estadual Cabo Almi: 

”O Desafio Jovem Peniel é uma associação religiosa, civil de direito privado, sem fins lucrativos, fundada em 16/01/1973 em Belo Horizonte/MG, com filial no município de Campo Grande/MS desde 19/11/1987, tendo como finalidade em consonância com seus propósitos, princípios e orientações cristãs, em seus 33 anos de trabalho, o interesse na promoção integral daquelas pessoas em situação de vulnerabilidade social por conta do uso e abuso de substâncias psicoativas; sejam homens ou mulheres. Neste sentido, em pleno funcionamento, suas atividades como Comunidade Terapêutica, oferece acolhimento humanizado a essas pessoas, contribuindo para que elas possam restabelecer seu padrão de saúde física, mental e espiritual, podendo ser reinseridas no contexto familiar e social. Paralelamente, através do projeto “Família Acolhida,” é oportunizada a família o seu acolhimento na forma de visitas, participação em atividades diversas, reuniões de apoio e orientações; tudo com o objetivo do fortalecimento dos seus laços familiares e o retorno ao convívio familiar do seu ente querido”.

ASSECOM

***