TRÊS LAGOAS| Setembro Amarelo – Profissionais da Saúde encerram ações com balões amarelos na Praça Ramez Tebet - Jornal Correio MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

01/10/2020

TRÊS LAGOAS| Setembro Amarelo – Profissionais da Saúde encerram ações com balões amarelos na Praça Ramez Tebet

©DIVULGAÇÃO
A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Três Lagoas, por meio das equipes da Rede de Atenção Psicossocial (RAPS), encerrou as ações relacionadas à valorização da vida e à conscientização da importância da prevenção do suicídio, neste mês, denominado “Setembro Amarelo”, com manifestação na Praça Senador Ramez Tebet, no Centro, na manhã desta quarta-feira (30).

O encerramento das ações desenvolvidas neste ano, marcado pela pandemia da COVID-19, limitou-se à centralização da mensagem do significado do amarelo, como cor da valorização da vida, como explicou a coordenadora da RAPS, enfermeira Patrícia Azambuja Alvarenga.

“Para transmitirmos esta mensagem à população, no encerramento do mês de setembro, mês da valorização da vida, a Praça Senador Ramez Tebet foi tomada de balões amarelos, cor predominante deste mês”, ressaltou Patrícia.

A manifestação contou com representantes da RAPS de Três Lagoas, que compreende as duas unidades de Centro de Atenção Psicossocial – CAPS II e CAPS AD (Álcool e Drogas), a unidade de Residência Terapêutica e o Ambulatório Especializado de Saúde Mental.

Desde 2015, Setembro é o mês em que se comemora o Dia Mundial de Prevenção do Suicídio (dia 10). Mas, foi a partir de 2018, que o “Setembro Amarelo” começou a representar importância para a Saúde, graças às ações do CVV – Centro de Valorização da Vida (www.cvv.org.br), entidade de profissionais voluntários que se dedicam à mobilização do valor da vida. Esses profissionais estão presentes em mais de 90 postos de atendimento em todo o território nacional, através do telefone 188.

Conforme assegurou a enfermeira Patrícia, “não tivemos as tradicionais caminhadas com faixas e cartazes e apresentações culturais em público, mas a mensagem da prevenção do suicídio e da valorização da vida foi devidamente intensificada neste setembro amarelo”.