Parapsicóloga carioca classifica Urandir como “o Pai da Ciência Moderna” - Jornal Correio MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

16/10/2020

Parapsicóloga carioca classifica Urandir como “o Pai da Ciência Moderna”

Ela diz que o pesquisador de Dakila “é o homem mais importante do mundo na área científica”

 parapsicóloga carioca Cristina Dafron ©DIVULGAÇÃO

A parapsicóloga carioca Cristina Dafron não conhece pessoalmente o pesquisador Urandir Fernandes de Oliveira, presidente do Instituto Dakila Pesquisas, mas sabe muito sobre o trabalho que ele desenvolve no campo das pesquisas sobre vários temas, com destaque para as buscas sobre as origens da humanidade.

Dafron tem 54 anos, mora na cidade do Rio de Janeiro e afirma que há pelos menos três décadas acompanha o trabalho de Urandir Fernandes, embora também não conheça in loco as instalações de pesquisas do Instituto Dakila e nem mesmo a Cidade de Zigurats, construídas na área rural do município de Corguinho.

Recentemente a parapsicóloga chamou a atenção do mundo acadêmico ao classificar o pesquisador como “o Pai da Ciência Moderna”. Ela diz que as pessoas ficaram maravilhadas com o título outorgado ao diretor de Dakila e ela o justifica embasada nos resultados das pesquisas que ele tem comandado em todo o Brasil e, em especial, na Amazônia.

“Hollywood vai ter de reescrever a história de Indiana Jones, pois, seus cineastas retrataram Ratanabá sem conhecer a sua existência e Urandir Fernandes descobriu a cidade. Ele é o verdadeiro Indiana Jones e Hollywood, para fazer justiça, teria de reescrever essa história que encanta os amantes da Sétima Arte” diz a parapsicóloga.  

Dafron foi entrevistada na manhã desta sexta-feira, 16, por telefone pelo radialista Eli Sousa para o programa “Bronca do Eli”, nas rádios Diamante FM e Segredo FM. Ela falou direto do Rio de Janeiro e reforçou que Urandir Fernandes comprova, através de seus estudos sobre Ratanabá na Amazônia, que a civilização humana começou aqui pelo Brasil.

“Toda a história da humanidade começou aqui” diz ela enfatizando que, a partir de agora, o mundo deve tomar conhecimento dos resultados das pesquisas de Dakila que são as que divulgam a verdade para a humanidade.

Admitindo que ainda não conhece o Mato Grosso do Sul, Cristina Dafron se diz feliz com o convite que recebeu de Urandir Fernandes para conhecer Dakila e Cidade de Zigurats.

Cristina relata que por anos fez parte de muitos grupos de estudos, mas agora está sozinha e entrando para o Grupo Dakila para pesquisar junto com a equipe do Urandir. Ela tem um canal no Youtube, onde é influencer e revela todas as verdades que Urandir e sua equipe trouxeram à tona aos mais de 70 seguidores que acompanham o canal #ensinamentosdaeradourada. “Estou muito feliz pelo convite do Urandir e seus aliados. Estou muito satisfeita com o rumo que está tomando minha vida aos 54 anos de idade” sentencia.

TERRA CONVEXA – Cristina Dafron também defende a teoria de Urandir Fernandes de Oliveira de que a Terra não é redonda e nem plana. Pelo contrário, seu formato é convexo. “O documentário ‘Terra Convexa’, produzido pela equipe de Dakila, deixa mais do que comprovado que a Terra é convexa. Não há como contestar” frisa.  

Para Dafron, Urandir Fernandes tem um peso muito grande na ciência moderna e tem ajudado pessoas de todas as classe sociais a encontrarem a verdade. “Suas descobertas nos revelam coisas maravilhosas” diz ela para, em seguida, fazer coro aos acadêmicos que vêm a Nasa como um órgão que não passa a verdadeira informação à população mundial. “Por isso, temos que nos apoiar em cientistas de verdade, nos quais podemos acreditar em suas palavras, caso do Urandir que volto a frisar é o Pai da Ciência Moderna”.

Urandir Fernandes ©DIVULGAÇÃO
Cristina Dafron diz que para ela, “Urandir Fernandes é o homem mais importante na área científica no mundo” e se apega a uma passagem bíblica para dimensionar a importância do pesquisador nesse momento vivido pela Humanidade: “Tá na Palavra de Deus que a verdade toda seria revelada no momento certo e chegou o momento de darmos crédito a Dakila Pesquisas e às pesquisas sérias do Urandir Fernandes” afirma para concluir dizendo “é importante darmos credibilidade a esse momento único que o Instituto Dakila está proporcionando ao assumir o papel de liderança mundial nas pesquisas científicas, um fato que nem mesmo a gente esperava que ocorresse tão rápido como tem sido” finalizou.  

 ASSECOM

***