MS 43 ANOS| Investimentos em Figueirão vão da pavimentação da MS-223 à saneamento e habitação - Jornal Correio MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

06/10/2020

MS 43 ANOS| Investimentos em Figueirão vão da pavimentação da MS-223 à saneamento e habitação






Prestes a ser concluída, a pavimentação da rodovia MS-223, ligando a Costa Rica, é uma das muitas obras entregues e em execução em Figueirão. A MS-223 corta os dois municípios (Figueirão e Costa Rica), interligando-se à MS-306, na divisa do Estado com Goiás, e com as BR-359 e MS-217, em Coxim. 

Com a chegada da infraestrutura viária nos 61 quilômetros em obras, o acesso à Costa Rica, partindo de Campo Grande, encurta caminho trafegando pela MS-436, passando por Camapuã. Até então, a rota usada era o contorno pelas rodovias BR-060 e MS-306.

Os recursos são do Fundersul (Fundo de Desenvolvimento do Sistema Rodoviário). O investimento garantido pelo governador Reinaldo Azambuja amplia a malha viária estadual pavimentada e abre uma nova opção de escoamento da produção local: grãos, milho, cana-de-açúcar e algodão.Comunidade da quilombola Santa Tereza foi atendida com a pavimentação da via

Outra obra importante do Governo de Mato Grosso do Sul, que está sendo feita por meio de convênio com a prefeitura, é a pavimentação de bairros e do centro. A execução está em 74%. Estão recebendo asfalto o bairro Pequi, Residencial Figueira, Nova Conquista e a Comunidade Quilombola. 

Também já foram pavimentadas as avenidas Moisés Araujo Galvão, Juscelino Kubitchek, Camapuã, V. GIlson P. de Farias e ruas como Assis, Furtado, Amorim, Santos Dumont, Cláudio José de LIma, Custódio, Independência, Castro Alves, Quinze de Agosto, Camapuã, Pedra Bonita, 30 de Setembro, Ceará, Sucuri e Presidente Gaspar Dutra.Moradores de Figueirão comemoram também o asfaltamento de ruas do centro da cidade

São mais de R$ 67 milhões investidos nas mais diversas áreas no município. E a administração estadual autorizou a licitação para execução, pela Sanesul, de 2,7 km de rede coletora de esgoto beneficiando mais de 168 famílias do bairro Pequi, além do Hospital Municipal Mariana Silveira. 

Em Figueirão, o investimento da empresa de saneamento é de R$ 5,723 milhões em obras concluídas, em execução e a executar nos sistemas de abastecimento de água e esgotamento sanitário.

Os investimentos não param por aí. A escola Dr. Arnaldo Estevão de Figueiredo, com 262 estudantes matriculados, recebeu R$ 352 mil em reformas e melhorias e duas motos foram entregues à Polícia Militar. Residencial Figueira, no bairro Pequi

Na área de habitação, são 81 moradias entregues e os 15 lotes urbanizados beneficiando famílias como a de Adriana dos Anjos Oliveira e Danilyon Souza. “Já moramos de aluguel e hoje moramos em uma casa cedida, mas agora vamos ter a nossa. É meu sonho que está se realizando”, contou Adriana no ano passado.

O governador Reinaldo Azambuja afirmou que os investimentos são resultados de um trabalho que envolveu medidas duras e até impopulares. “Fizemos um governo responsável, diminuímos o tamanho da máquina pública, reduzimos os gastos com o próprio governo para investir no bem estar da população, fizemos as reformas e enfrentamos crises sem deixar de honrar nossos compromissos. Isso nos permitiu manter os investimentos nas áreas prioritárias e lançar o Governo Presente, que até o fim de 2022 vai injetar mais R$ 4,2 bilhões nos 79 municípios de Mato Grosso do Sul”, finalizou.

Paulo Fernandes, Subcom

Fotos: Saul Schramm