Em Corumbá, deputado Felipe Orro defende investimentos para prevenção de incêndios no Pantanal - Jornal Correio MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

04/10/2020

Em Corumbá, deputado Felipe Orro defende investimentos para prevenção de incêndios no Pantanal

©DIVULGAÇÃO
O deputado estadual Felipe Orro esteve no Centro de convenções de Corumbá, nesta sexta-feira (3), em audiência com o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles e integrantes da Comissão Temporária Externa (CTEPantanal), criada pelo Senado, para acompanhar as ações de combate às queimadas no Pantanal sul-mato-grossense. Felipe defendeu o aumento dos esforços conjuntos federais e estaduais bem como incremento dos governos nos investimentos em Mato Grosso do Sul para controle dos incêndios que destruíram até o momento, mais de 20% do território pantaneiro. Somente este ano foram registrados 8 mil focos na região, 417% acima da média histórica. “O bioma enfrenta a maior seca dos últimos 47 anos, agravada pelo clima seco e quente. É a maior tragédia ambiental no bioma nas últimas décadas”, disse o deputado. 

Além dos dados divulgados pela Comissão Pantaneira, os senadores defenderam a criação do Estatuto do Pantanal, ferramenta legislativa que vai ajudar nas estratégias de proteção ao bioma nos Estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Felipe Orro também falou sobre investimentos e a necessidade do levantamento de todas as perdas no ecossistema da região pantaneira para reverter a curto e longo prazo, os impactos negativos na biodiversidade em Corumbá. 

“A prevenção aos incêndios aqui no Pantanal será com estudos técnicos, investimentos em infraestrutura, equipamentos, brigada de incêndio, capacitação dos bombeiros e aumento do efetivo das brigadas de incêndio. Temos que nos preparar para os próximos anos de estiagem que teremos pela frente. Vamos transformar esta situação emergencial em algo positivo para proteger todo o bioma, sobretudo os pantaneiros e o desenvolvimento sustentável no Pantanal”, comenta o Felipe. 

Os senadores-membros da comissão do Senado Wellington Fagundes de Mato Grosso (presidente); Nelsinho Trad (relator), Simone Tebet e Soraya Thronicke, de Mato Grosso do Sul, defenderam a criação do Estatuto do Pantanal, projeto em tramitação com normas gerais de regulamentação e proteção ao bioma pantaneiro. A comissão tem duração prevista de 90 dias.

ASSECOM