ELEIÇÕES 2020| Pesquisa mostra "Quem é Quem" para prefeito de Campo Grande - Jornal Correio MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

07/09/2020

ELEIÇÕES 2020| Pesquisa mostra "Quem é Quem" para prefeito de Campo Grande



A eleição mais atípica desde que o país vive a era democrática, sem corpo a corpo nas ruas por causa do distanciamento social imposto pela pandemia de Covid-19, começa a ganhar feição de disputa.

A principal preocupação da Justiça Eleitoral é evitar as aglomerações no dia de votação. Por isso, ela apoiou o adiamento apostando que no dia 15 de novembro as chances de a doença estar mais controlada são maiores. Sim, há um pouco de esperança misturada à ciência nessa medida.

O Instituto Ranking Pesquisa divulgou neste dia 7 de setembro o mais novo levantamento com os cenários para a corrida pela prefeitura de Campo Grande. A pesquisa tem o registro MS-01292/2020 foi realizada entre os dias 1 e 4 de setembro com homens e mulheres acima de 16 anos, de diversas escolaridades e renda. Para um intervalo de confiança de 95% e um tamanho de amostra de 1.200 entrevistas, a margem de erro máxima estimada foi de 2,85%, para mais ou para menos.

Espontânea – Se a eleição fosse hoje, Marquinhos Trad, do PSD, se reelegeria sem a necessidade de um segundo turno em Campo Grande. Conforme o levantamento na espontânea – aquele em que o entrevistado se manifesta o desejo de votar em um candidato – Marquinhos conta com 35,42% da preferência do eleitorado campo-grandense. Em segundo e terceiro lugares são dois nomes que não tem candidatura definida e já se manifestaram o desejo de não disputar o pleito de 2020: respectivamente Rose Modesto (4,50%) e André Puccinelli (4,25%).

Na sequência os citados são: o ex-ministro da saúde, Luiz Henrique Mandetta com (3,33%), a atual ministra da agricultura, Tereza Cristina com (2,25%), deputado estadual Marcio Fernandes (2,17%), procurador do MPMS, Sérgio Harfouche (2%), o Juiz aposentado, Odilon de Oliveira aparece com (1,33%), a ativista Cris Duarte vem com (1,17%) e o deputado federal Dagoberto Nogueira com (1,08%). O restante dos citados, pontuaram abaixo de (1%). Branco, nulo, indecisos, não sabem e não responderam, somaram (39,42%).

Veja a lista de todos os citados na espontânea:






Estimulada - Conforme o levantamento na estimulado – aquele em que o entrevistado recebe um disco com opções de nomes (17 no total) – Marquinhos conta com 53,08% da preferência dos eleitores da Capital e venceria no primeiro turno, se as eleições fossem hoje. Em seguida o mais citado foi o deputado estadual Marcio Fernandes (6,50%). Na sequência: o deputado federal Dagoberto Nogueira, aparece com (4,25%), procurador do MPMS, Sérgio Harfouche (3%), deputado estadual Pedro Kemp (2,42%), o engenheiro Marcelo Migliolli (2,17%), a ativista Cris Duarte (2,08%) e o ex vereador e ambientalista Marcelo Bluma (1,08%) fechando o grupo acima de (1%). Branco, nulo, indecisos, não sabem e não responderam, somaram (20,17%).

Veja a lista completa da estimulada:






Rejeição estimulada - O Instituto Ranking perguntou de forma estimulada quem "NÃO" deveria ser o próximo prefeito(a) no pleito de 2020 em Campo Grande.

Veja os números:






Avaliação administrativa:



Prefeito - O administrador de Campo Grande Marquinhos Trad, em seus três anos e oito meses de administração da capital sul-mato-grossense, recebeu 53,50% de ótimo/bom, regular 28,92%, ruim/péssimo 12,58%. Não souberam responder ou não responderam, 5%.






Câmara Municipal - Para 19% dos eleitores de Campo Grande a Câmara de Vereadores vem cumprindo seu papel com um desempenho bom ou ótimo. No entanto, 22% acham que é ruim ou péssimo e 40,75% o classificam regular. Os que não responderam ou não souberam responder são 18,25%.






Governador Reinaldo Azambuja - A pesquisa colheu dados da opinião pública sobre o que pensa a respeito da administração do governador de Mato Grosso do Sul em Campo Grande: ótima/boa 31,83%, regular 34,42% e ruim/péssima 27%. Não souberam ou não responderam 6,75%.






Presidente jair Bolsonaro - Avaliação dos moradores de Campo Grande ao presidente do Brasil, Jair Messias Bolsonaro: ótima/boa 52%, regular 22,25% e ruim/péssima 20,75%. Não souberam ou não responderam 5%.






Os dados foram colhidos nas regiões urbanas de Anhanduizinho, Bandeira, Centro, Imbirussu, Lagoa, Prosa, Segredo, e distritos de Anhanduí e Rochedinho.



INSTITUTO RANKING PESQUISA

Contato: (67) 9 9968-0055 / 67 3023-4343



Fonte: Ranking/Diário MS News