DOURADOS| MDB e PSDB vão apoiar candidato do DEM à Prefeitura - Jornal Correio MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

12/09/2020

DOURADOS| MDB e PSDB vão apoiar candidato do DEM à Prefeitura

Os tucanos indicaram o vice na chapa liderada por José Carlos Barbosa

Valdenir Machado (à esquerda) é candidato a vice na chapa liderada por Barbosinha (à direita), que vai disputar prefeitura de Dourados ©DIVULGAÇÃO
O MBD e o PSDB bateram o martelo na manhã deste sábado (dia 12) e vão apoiar a candidatura de José Carlos Barbosa (DEM), o Barbosinha, à prefeitura de Dourados, segunda maior cidade do Estado. Os tucanos indicaram o vice na chapa: o ex-deputado estadual Valdenir Machado.

Na convecção do MDB, realizada no hotel Bahamas, o apoio foi formalizado com placar de 25 votos a favor e sete contra. Atual deputado estadual, José Carlos Barbosa foi recebido pelo colega Renato Câmara, que também ocupa cadeira na Assembleia Legislativa e preside do MDB de Dourados.

Aos aliados, o pré-candidato do DEM disse que a relação com o MDB é amor antigo e relembrou que foi prefeito de Angélica pelo então PMDB. Na ocasião tinha, 23 anos e era o prefeito mais jovem do Estado.
Renato Câmara (à direita) sela apoio do MDB à candidatura de José Carlos Barbosa (à esquerda) ©DIVULGAÇÃO
Na convenção do PSDB, realizada na escola Presidente Vargas, foi definida a indicação de Machado para vice-prefeito. Neste ano eleitoral, havia expectativa que os tucanos encampassem candidatura própria a prefeito com Geraldo Resende.

Mas com a pandemia do novo coronavírus, Resende decidiu permanecer à frente da SES (Secretaria Estadual de Saúde). Em 2016, Resende foi derrotado por Délia Razuk (PTB), atual prefeita.

A convenção do DEM acontece na tarde deste sábado, na Câmara Municipal de Dourados. O partido ainda tenta atrair o PSD e o PSB.

José Carlos Barbosa será o terceiro candidato a ser homologado para disputar a prefeitura de Dourados. Os concorrentes são Alan Guedes (PP), atual presidente da Câmara, e Racib Harb, do Republicanos.

Já a atual prefeita não fez pronunciamento formal, mas nos bastidores é voz corrente que não deve tentar a reeleição após um primeiro mandato com baixa popularidade e sete operações policiais.

Por Aline dos Santos e Helio de Freitas, de Dourados