Comboio liderado por policial transportava R$ 1 milhão em contrabando - Jornal Correio MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

25/09/2020

Comboio liderado por policial transportava R$ 1 milhão em contrabando

Rafael Salles e o comparsa dele foram os únicos autuados em flagrante na Polícia Federal

Carros apreendidos com contrabando enfileirados em estrada de terra na fronteira ©DIVULGAÇÃO
A operação da Defron (Delegacia Especializada de Repressão de Crimes da Fronteira) que prendeu o policial civil Rafael Grandini Salles, 36, na terça-feira (22), também interceptou “comboio da muamba” transportando pelo menos R$ 1 milhão em mercadorias trazidas ilegalmente do Paraguai.

O balanço foi informado em nota divulgada nesta sexta-feira (25) pela delegacia especializada, cuja sede fica em Dourados. Apenas Rafael e o comparsa dele, Marcos Motta Nantes Coelho, 24, foram autuados em flagrante na delegacia da Polícia Federal em Ponta Porã.

O comboio era formado por 17 veículos, um deles a picape Fiat Strada conduzida por Marcos e que levava Rafael como passageiro.

De pneus a cigarros eletrônicos, passando por essências de narguilé, brinquedos e celulares, os produtos estavam sendo levados pela “rota do contrabando”, a MS-164, que liga Ponta Porã a Maracaju.

Os carros foram abordados no trevo do “Copo Sujo”, região cravada entre os municípios de Ponta Porã, Dourados e Maracaju. Além de Rafael e Marcos, outras 24 pessoas foram detidas, entre motoristas e passageiros, sendo 16 homens e 8 mulheres.

Conforme o balanço divulgado pela Defron, foram apreendidos 60 dispositivos de cigarros eletrônicos, 2.600 essências de narguilé, 23 caixas de cigarro, 110 receptores de TV, volumes de brinquedos, materiais de camping, 162 celulares, 18 módulos de potência de som, cem altos falantes, uma caixa de bateria de celulares, caixas de som, dois drones, 270 câmeras de ar de moto, 180 pneus, tapetes, roupas e centenas de equipamentos de informática.

A picape Strada ocupada pelo policial civil estava abarrotada de essência de narguilé, dispositivo de cigarros eletrônicos e cigarro fabricado no Paraguai. Os demais veículos foram encaminhados à Receita Federal em Ponta Porã. 
Rafael Grandini Salles foi flagrado com produtos contrabandeados, na terça-feira (22) ©ARQUIVO
Fonte: CAMPO GRANDE NEWS
Por: Hélio de Freitas, de Dourados