POLITICANDO| Por: Jota Menon - Jornal Correio MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

06/08/2020

POLITICANDO| Por: Jota Menon


TRETEIRO 

O senador Romário (Pode/RJ) que sempre foi polêmico quando ainda era o craque dos gramados, continua aprontando das suas agora como político. Reportagem de O GLOBO do último domingo mostra uma série de cambalachos que o Baixinho anda protagonizando para driblar credores de dívidas milionárias. 

TRETEIRO (1) 

A última acusação contra o senador é de que ele passou a colocar o próprio advogado como dono de parte do seu patrimônio. Luiz Sérgio de Vasconcelos Júnior, que entre 2017 e 2019 foi funcionário comissionado no Senado, foi autorizado, por meio de documentos firmados em cartório, a receber R$ 22 milhões em verbas que seriam de direito do ex-jogador. 

VÍTIMAS NAS ALDEIAS 

No município de Aquidauana a Covid-19 está resultando em verdadeiro genocídio das etnias indígenas que habitam seu território. Apesar da população de índios ser bem menor do que a de “brancos”, no município o número de infectados está parelho. De 388 pessoas doentes, mais de 180 são indígenas. E dos 19 infectados anunciados no último boletim divulgado na cidade, 12 estavam nas aldeias e 7 na cidade. 

VÍTIMAS NAS ALDEIAS (1) 

O número que chama atenção, mesmo, e causa maiores preocupações às autoridades, refere-se à quantidade de mortes registradas nas aldeias, pois, dos 13 óbitos ocorridos em Aquidauana, 11 eram indígenas. Ou seja, 84% das vítimas eram das aldeias. O último óbito registrado no município foi de um senhor de 86 anos morador da Aldeia Bananal. 

IMPEDIMENTOS 

Com o novo calendário eleitoral aprovado pelo Congresso Nacional em razão da pandemia do novo coronavírus, terá início no dia 15 deste mês o prazo impeditivo para gestores contratarem novos servidores e realizarem propaganda da administração. A regra entra em vigor três meses antes o pleito. 

IMPEDIMENTOS (1) 

O dia 15 de agosto marca também a data em que os radialistas terão de deixar de apresentar seus programas caso tenham pretensão de disputar cargos eleitorais – prefeito, vice-prefeito ou vereador. 

QUEM SAI 

Na sexta-feira da próxima semana, portanto, o maracajuense ficará sabendo se terá algum apresentador de programa radiofônico na disputa por uma das 13 cadeiras da Câmara Municipal maracajuense. 

EM BAIXA 

Nos últimos 38 anos o rádio, que elege representantes em todos os recantos do Brasil, esteve em baixa na política maracajuense, pois, só teve três representantes na Câmara Municipal. José Molissi, o Nico Molossi (1983/1988), foi o mais votado da eleição de 1982, com 386 votos. Chegou a presidir a Câmara, mas não conseguiu fazer carreira na política. Natalino Luiz Gritti (1993/1996-1997/2000) nem disputou a reeleição para o terceiro mandato, pois entrou para o mundo empresarial e abandonou o rádio e a política, e, por fim, Rudimar Lautert (2009/2012) que não conseguiu a reeleição. 

EM COMUM 

Nico Molossi, Natalino Luiz Gritti e Rudimar Lautert têm em comum o fato de se projetarem para o mundo artístico e político nos microfones da Rádio Cidade Maracaju. 

GOSTO NÃO SE DISCUTE 

Dizem ditados populares que alguns gostam do olho, outros da remela; uns da garapa da cana, outros do bagaço. Verdades nuas e cruas que são concretizadas em determinadas ações que vimos ocorrer em Maracaju. Pano rápido! 

E VIVA O PORCO! 

Gambazada fica esperta que a caridade desse ano nós fizemos quando ressuscitamos o timeco que estava flertando com o rebaixamento. Agora vamos atropelar. Dá-lhe Porco! 

***