PANDEMIA| Mais de 750 mil mortes em quase 21 milhões de casos em todo o mundo - Jornal Correio MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

14/08/2020

PANDEMIA| Mais de 750 mil mortes em quase 21 milhões de casos em todo o mundo

Os países com maior número de novas mortes nos últimos balanços foram o Brasil (1.262 mortos) e os Estados Unidos (1.120).

©ILUSTRAÇÃO
A pandemia de covid-19 já fez pelo menos 754.649 mortes em todo o mundo desde que foi comunicado na China o surto da doença, no final de dezembro, segundo um balanço da AFP a partir de fontes oficiais. Segundo a agência de notícias francesa já foram oficialmente relatados mais de 20.962.510 casos de infecção, em 196 países e territórios, dos quais pelo menos 12.789.500 são agora considerados curados.

O número de casos diagnosticados reflete apenas uma fração do número real de casos, porque alguns países testam apenas casos graves, outros utilizam testes principalmente para fins de rastreio, e muitos outros têm uma capacidade de teste limitada, avisa a AFP.

A agência indica que na quinta-feira foram registrados em todo o mundo 9.933 mortes e 291.893 novos casos de covid-19. Os países com maior número de novas mortes nos últimos balanços foram o Brasil (1.262 mortos) e os Estados Unidos (1.120). O Peru reviu o seu balanço em alta e anunciou mais 3.935 mortes, embora grande parte não tenham acontecido nas últimas 24 horas.

Os Estados Unidos são o país mais afetado, tanto em termos de mortes como de casos de covid-19, com 167.253 mortes e 5.254.878 casos registrados, de acordo com uma contagem da Universidade Johns Hopkins. Foram anunciadas pelo menos 1.774.648 pessoas curadas.

Depois dos Estados Unidos os países mais afetados são o Brasil, com 105.463 mortes em 3.224.463 casos, o México, com 55.293 mortos em 505.751 casos, a Índia, com 48.040 mortos em 2.461.190 casos, e o Reino Unido, com 41.347 mortes em 313.798 casos (inalterados desde quarta-feira).

No Reino Unido o número de mortes foi revisto em baixa (menos 5.429) devido a uma mudança na metodologia.

Entre os países mais atingidos pela doença a Bélgica tem o maior número de mortes em relação à população, com 86 mortes por 100.000 habitantes, seguida do Peru, com 78 mortes, Espanha (61), Reino Unido (61) e Itália (58).

A China, excluindo os territórios de Macau e Hong Kong, contou oficialmente com um total de 85.786 casos (1.030 novas infecções entre quinta-feira e hoje), incluindo 4.634 mortes (nenhuma nova), com 79.462 recuperações.

A América Latina e Caribe totalizaram até agora 235.152 mortes em 5.929.075 casos. A Europa contava com 209.561 mortes (3.459.589 casos), os Estados Unidos e Canadá 176.303 mortes (5.375.906 casos), a Ásia 77.067 mortes (3.789.725 casos), o Oriente Médio 31.479 mortes (1.296.500 casos), a África 24.679 mortes (1.086.549 casos), e a Oceania 408 mortes (25.172 casos).

O balanço da AFP foi feito com base em dados recolhidos pelas delegações da agência junto de autoridades de Saúde e em informações da Organização Mundial de Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detectado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

NAOM