Campo Grande 121 anos: em tempos de crise, beneficiários da capital são assistidos com humanização e acolhimento - Jornal Correio MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

25/08/2020

Campo Grande 121 anos: em tempos de crise, beneficiários da capital são assistidos com humanização e acolhimento

Com 7 unidades de atenção à saúde na capital, Cassems expande cada vez mais o atendimento para beneficiários campo-grandenses 

©DIVULGAÇÃO
Neste dia 26 de agosto, Campo Grande completa 121 anos desde a sua fundação. Enquanto isso, há 19 anos, a Caixa de Assistência dos Servidores do Estado de Mato Grosso do Sul (Cassems) promove assistência à saúde para os mais de 210 mil beneficiários, entre servidores do estado e seus familiares. Com uma atenção acolhedora e moderna, o plano de saúde cuida de muitos campo-grandenses.

Graças a sua visão inovadora e empreendedora, com foco no atendimento humanizado aliado à tecnologia de ponta, a Cassems mostrou-se preparada para enfrentar, em 2020, talvez, o maior desafio da sua história. Neste ano, uma crise sanitária sem precedentes assolou o mundo todo e, diante desse novo cenário crítico e de incertezas, a Caixa dos Servidores reafirmou o seu compromisso de cuidar e proteger a vida de seus beneficiários e seus familiares. A pandemia da Covid-19 nos apresentou uma realidade diferente que exigiu medidas também diferentes e foi esse caminho que a Cassems trilhou, não medindo esforços para trazer acolhimento, atenção e manter a sua característica nata: o atendimento humanizado. 

Assim que a Organização Mundial da Saúde (OMS) decretou a pandemia do novo coronavírus, no dia 11 de março, a Cassems, imediatamente, tomou medidas para proteger seus beneficiários e seus colaboradores. Logo após o decreto, a Caixa dos Servidores criou uma comissão para o enfrentamento da Covid-19 e, ainda em março, adotou medidas preventivas em suas unidades de atendimento, como o cancelamento de grandes eventos corporativos já agendados, a fragmentação do atendimento ambulatorial, com o intuito de diminuir a concentração de pessoas, a intensificação da higienização da sua rede de atendimento, 

Houve, também, a antecipação da campanha de vacinação contra a gripe H1N1, além de autorizar o trabalho no regime de home office para atividades que permitam, para os colaboradores com mais de 60 anos ou que tenham algum tipo de fator de risco, com o intuito de proteger esses funcionários e diminuir a circulação de pessoas e suas estruturas, entre outras. A Caixa dos Servidores lançou campanhas de conscientização e prevenção em seus veículos de comunicação e redes sociais, reforçando a importância da higienização das mãos, do uso de máscaras e do distanciamento social.

Em seguida, ainda no início da crise sanitária, também em março, a Cassems disponibilizou vários canais de comunicação aos seus beneficiários para resolução de todo tipo de demanda, seja ela de assistência à saúde, financeira ou administrativa. O hospital da Caixa dos Servidores de Campo Grande ampliou em 50% o número de leitos de UTI, ao abrir um hospital de campanha, exclusivo aos pacientes da Covid-19. 

Após essas medidas emergenciais e pontuais, conforme os desafios foram aparecendo, a diretoria da Caixa dos Servidores colocou em prática novas ações para amenizar ao máximo o sofrimento de seus beneficiários e familiares, bem como dos seus colaboradores. Um canal exclusivo para dar orientações e esclarecimentos sobre o Covid-19 foi criado para levar informações precisas e confiáveis aos usuários do plano de saúde de Campo Grande e Dourados. Disponível desde março, o Disque Dúvida Coronavírus conta com uma equipe de profissionais aptos e treinados para tirar qualquer tipo de dúvida e, assim, evita que o beneficiário se desloque até uma unidade da Cassems, sem necessidade. O atendimento é feito via telefone, pelo 4001-6950, de segunda à sexta-feira, das 7h às 18h. 

Também com o objetivo de levar informações seguras, a Caixa dos Servidores lançou um hotsite exclusivo para assuntos ligados à Covid-19. Pelo coronavirus.cassems.com.br, o beneficiário também pode tirar dúvidas e acompanhar notícias sobre o tema. Informar com responsabilidade e precisão é um dos caminhos eficazes para a prevenção da Covid-19.

Mais importante ainda é prestar um atendimento eficaz e seguro aos que foram infectados pelo vírus, porém, cuidar do lado emocional dos acometidos pela doença, bem como dos seus familiares, também é parte fundamental do enfrentamento da crise sanitária. Com esse propósito, a Cassems desenvolveu várias ferramentas e ações para atenuar o sofrimento das pessoas que estão passando por esse momento delicado. No início de maio, a Caixa dos Servidores lançou um serviço de acolhimento psicológico, via telefone, para os seus beneficiários e colaboradores de todo o estado. O atendimento é gratuito e busca oferecer uma escuta qualificada para diminuir ao máximo o sofrimento psíquico individual e coletivo, com psicólogos que estarão na retaguarda para que os beneficiários passem por esse período de instabilidade em organização das suas ideias e pensamentos. O canal funciona por meio do telefone (67) 4001-6919, de segunda à sexta-feira, das 7h às 22h.

Cuidar, acolher e humanizar são verbos que fazem parte do dia-a-dia da diretoria e dos colaboradores da Cassems e, em tempos de pandemia, tornam-se ainda mais necessários. Na rotina hospitalar, o plano de saúde faz o máximo e o melhor com as possibilidades. Com a adoção do protocolo “Visita 0”, que restringe ao máximo o número de visitas aos pacientes internados no Hospital Cassems de Campo Grande, a Caixa dos Servidores lançou duas ações que visam amenizar o distanciamento entre o paciente e seus familiares, além de oferecer todas as informações sobre o internado. 

O “Robô Ipê” é uma ferramenta de televisita que auxilia os familiares de pacientes com Covid-19 internados, onde, por meio de vídeo, eles podem conversar com o ente internado. As famílias também recebem boletins médicos diários via e-mail. Com esse recurso, pioneiro em Mato Grosso do Sul, os podem agendar um horário definido com a equipe técnica. O “Espaço Acolher” é uma estrutura física composta por dois containers, montada no estacionamento do Hospital de Campo Grande, feita exclusivamente para receber os familiares de pacientes internados. Neste ambiente, é possível dialogar sobre o quadro clínico, bem como oferecer auxílio psicológico para pessoas próximas dos beneficiários em internação. O local oferece assistentes sociais e psicólogos à disposição, todos os dias da semana, das 7h às 17h, e, em menos de um mês de funcionamento, foram feitos 951 boletins médicos e 439 contatos telefônicos com familiares de pacientes.

O acolhimento oferecido pela Cassems aos seus beneficiários em tempos de pandemia do novo coronavírus começa na prevenção, se fortalece nos cuidados aos internados e se estende após a alta desses pacientes. O programa de prevenção “Fica Tudo Bem” oferece assistência à saúde dos seus beneficiários em recuperação por um ano. A linha de cuidado, pioneira em planos de saúde, acompanha os pacientes com diagnóstico positivo para a Covid-19 por meio de uma equipe integrada formada por médicos infectologistas, pneumologistas, otorrinolaringologistas, além de psiquiatras, psicólogos, nutricionistas, assistentes sociais e enfermeiros.

Num ano atípico, a Caixa dos Servidores se colocou na linha de frente na batalha contra o novo coronavírus, oferecendo aos seus beneficiários todo o cuidado e segurança necessários, seja em ações preventivas ou estruturas montadas. Esperando por dias melhores, mas não se furtando de enfrentar os desafios do presente, a Cassems segue fazendo uma bonita história na saúde de Mato Grosso do Sul e de Campo Grande. Foi com muito trabalho, seriedade, com uma gestão empreendedora e participativa e, principalmente, com muito amor que a Caixa dos Servidores construiu a sua trajetória, e será também com esses predicados que o plano de saúde atravessará esse momento difícil enfrentado por todos. Porque, a Cassems sabe que quem cuida da vida, sabe o valor desse amor.

ASSECOM