PANDEMIA| Recorde: Com 16 mortes em um dia, MS registra 105 óbitos por coronavírus - Jornal Correio MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

02/07/2020

PANDEMIA| Recorde: Com 16 mortes em um dia, MS registra 105 óbitos por coronavírus

Somente nesta tarde, SES confirmou 13 novos óbitos pela doença


Mato Grosso do Sul ultrapassou, na tarde desta quinta-feira (2), a marca de 100 mortes pelo novo coronavírus. Além das secretarias municipais informarem três novas mortes, a SES (Secretaria de Estado de Saúde) confirmou, ainda durante a tarde, 10 novas mortes pela doença, o que eleva o número de óbitos para um total de 105. Desde o início do dia, foram 16 novas mortes confirmadas pelas secretarias de saúde o que culminou em um recorde de óbitos desde que a pandemia se instalou no Estado.

De acordo com a pasta estadual, as novas cidades que registraram óbitos foram Corumbá, Campo Grande, Três Lagoas, Nova Andradina, Douradina, Dourados, Batayporã, Sonora, Cassilândia e Coxim.

A 96° morte aconteceu na cidade de Corumbá. De acordo com a SES, a vítima era uma mulher, de 55 anos e que inicialmente não possuía comorbidades, mas no relatório médico constatou-se que tinha diabetes. A paciente estava internada na Santa Casa desde o dia 19 de junho, mas foi encaminhada para a UTI (Unidade de Terapia Intensiva) no dia 22 de junho e faleceu nesta quarta (1°).

Já as 97°, 98° e 99° mortes pelo novo coronavírus aconteceram em Campo Grande. Primeiro, um homem, de 78 anos que sofria de doença cardiovascular crônica e doença neurológica crônica, faleceu na quarta. Depois, uma mulher, de 66 anos que tinha comorbidades a diabetes, faleceu no dia 28 de junho, mas a confirmação veio nesta quarta depois do diagnóstico.

A terceira e última morte na Capital foi de uma idosa, de 75 anos que sofria de doença cardiovascular crônica e obesidade. A paciente estava internada desde o dia 28 de junho, dando positivo para Covid-19 nesta quinta, dia em que faleceu.

O 100° óbito causado pela pandemia aconteceu em Nova Andradina. A vítima era uma mulher, de 85 anos que morreu nesta quinta e sofria de diabetes. A paciente estava internada desde do dia 22 e o diagnóstico para a doença aconteceu no dia 26.

Em Dourados, um homem, de 66 anos foi confirmada a 101° morte pela doença. Ele apresentava comorbidades como doença cardiovascular crônica e diabetes e estando na UTI desde o dia 28 de junho. O idoso morreu também nesta quinta-feira.

A 102° ocorreu em Batayporã, de acordo com a SES. A vítima é uma idosa, de 79 anos e sofria de diabetes e hipertensão e estava internada na UTI do hospital da cidade desde o dia 26 de junho. Ela faleceu hoje e o exame deu positivo para a doença também nesta quinta.

Em Sonora, a 103° vítima foi uma mulher, de 75 anos. A SES informou que ela não possui comorbidades e estava internada desde o dia 29 de junho, falecendo no dia 1° de junho. O diagnóstico para a doença saiu nesta quinta.

A 104° foi um homem, de 77 anos e moradora da cidade de Dourados. O paciente constatou os primeiros sintomas no dia 20 de junho e foi internado no mesmo dia no Hospital da Vida, porém acabou falecendo naquele dia. Segundo a SES, a coleta de amostra sofreu vazamento em seu transporte e desta forma, optou-se, em conjunto com a equipe médica de Dourados, uma coleta dos contratos intradomiciliares e após isto, os dois resultados deram positivo e sendo o primeiro caso e óbito de covid por critério vinculo epidemiológico.

Poucas horas depois de confirmar as novas mortes, a SES atualizou novamente seu boletim e registrou mais um óbito pela doença em Campo Grande. De acordo com a secretaria, a 105° morte foi de uma mulher, de 50 anos, que sofria de doença cardiovascular crônica, diabetes e asma. Ela apresentou os primeiros sintomas no dia 24 de junho e foi internada no dia 26 em uma UTI. A paciente faleceu no dia 28 de junho, mas o diagnóstico foi confirmado somente nesta quinta, dia 2 de julho.
Secretarias confirmaram 3 mortes

Durante o período da tarde desta quinta, as secretarias municipais de saúde de Cassilândia, Três Lagoas e Coxim – esta última ainda não entrou nas estatísticas oficiais que é confirmada pela SES – anunciaram uma morte em cada município.

A Secretaria Municipal de Saúde de Três Lagoas informou a morte de um idoso, de 77 anos, sendo o 6° óbito registrado na cidade e a 94° vítima da doença no Estado. Segundo a pasta, o homem era hipertenso e estava hospitalizado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do hospital, mas acabou falecendo na noite desta quarta-feira (1°).

Pelas redes sociais, o prefeito de Coxim, Aluízio São José noticiou a primeira morte por coronavírus no município. A vítima é um idoso, de 67 anos que estava internado no Hospital Regional Álvaro Fontoura Silva e segundo as informações, o paciente tinha comorbidades como doença cardíaca. Ela foi a 95° morte da doença.

Mais cedo, a Secretaria e Saúde de Cassilândia, a 418 quilômetros de Campo Grande, confirmou a morte de Vicentina das Dores Ponciano, de 84 anos e foi a 93° vítima fatal de coronavírus em Mato Grosso do Sul e a primeira no município. Ela estava internada desde o dia 18 de junho na Santa Casa.

A idosa havia sido internada na Santa Casa de Cassilândia com suspeita de Covid-19, sendo mantida em isolamento. Na madrugada desta quinta, veio a óbito. Não foi informado se Dona Santa, como era conhecida na cidade, tinha comorbidades. Ela tinha familiares em Chapadão do Sul.

Confira a distribuição das mortes por coronavírus em cada município:

  • 28 em Dourados
  • 17 em Campo Grande
  • 11 em Corumbá
  • 6 em Três Lagoas
  • 4 em Ponta Porã
  • 4 em Itaporã
  • 3 em Batayporã
  • 3 em Fátima do Sul
  • 3 em Itaquiraí
  • 3 em Guia Lopes da Laguna
  • 2 em Amambai
  • 2 em Nova Andradina
  • 2 em Brasilândia
  • 2 em Rio Brilhante
  • 2 em Paranaíba
  • 2 em Vicentina
  • 2 em Douradina
  • 1 em Deodápolis
  • 1 em Anastácio
  • 1 em Sidrolândia
  • 1 em Glória de Dourados
  • 1 em Naviraí
  • 1 em Cassilândia
  • 1 em Sonora
  • 1 em Coxim
  • 1 em Iguatemi
Fonte: Midiamax
Por: Vinícius Costa