Nutrição fora da caixa - Jornal Correio MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

24/07/2020

Nutrição fora da caixa



Caro leitor pensando em levar interatividade e informação a partir desta semana o site www.jornalcorreioms.com vai trazer para vocês a coluna de nutrição. Com a especialista na área de nutrição clinica Thamara Bruneri Fialho - Nutricionista graduada pela (Universidade Católica Dom Bosco UCDB), Pós graduada em - Nutrição Clinica e Funcional pela (Faculdade Integradas de CassilândiaFIC), Coach de Emagrecimento Consciente pelo (Instituto Health Coaching), E Gestora Emocional pelo (instituto Viva o se Extraordinário- VOE). Criadora do Programa - Treine Sua Mente Para Emagrecer (totalmente online) e autora do e-book Mente magra.

É com muito prazer que vou estar aqui compartilhando, essa ciência linda que é a nutrição onde eu acredito que a nutrição ideal deve começar de dentro para fora, iniciando pela nossa mente, pela forma que nos pensamos sobre nos mesmo, sobre o nosso corpo e o nosso alimento.

Dra. Thamara Bruneri Fialho


Minha Missão:
É ajudar mulheres que querem Emagrecer, sem dietas restritivas, sem precisar se matar na academia se livrar de uma vez por todas do terrível do efeito sanfona que tanto aterroriza a vida das mulheres. Utilizando o poder da mente sabia para dominar os sabotadores internos, que só as fazem comer pelas suas emoções e sentimentos, fazendo com que ganhe peso. Só assim vai conseguir fazer as passes com o com espelho de uma vez por todas, conseguir entrar naquela calça jeans que há anos você não entra.


A nutrição vai muito além do emagrecimento e estética. A nutrição previne e trata de patologias já instaladas. Hoje a nutrição é uma área muito ampla esta em todos os lugares. É uma área da ciência que esta em bastante evidencias nos últimos anos em uma grande crescente com novas especializações.

Uma dos grandes estudos nos últimos tempos dentro da nutrição é a nutrição comportamental. Onde visa olhar além dos alimentos e sim para o comportamento das pessoas diante dos alimentos. A Nutrição comportamental: È uma abordagem científica e inovadora da nutrição, que inclui os aspectos fisiológicos, sociais e emocionais da alimentação e promove mudanças no relacionamento do nutricionista com seu paciente, e da comunicação na mídia e da indústria com seus consumidores.

Quando falamos de nutrição falamos de amor próprio, autocuidado, saúde e bem estar. Os alimentos tem o poder de salvar uma vida como também de matar, quando há falta ou o excesso se torna grande um problema de saúde publica. Como dizia o filosofo Hipócrates “Que seu remédio seja seu alimento, e que seu alimento seja seu remédio”

 Obesidade:

A obesidade é definida pelo excesso de gordura corporal, ligada a vários riscos para a saúde, abrangendo os aspectos sociais, comportamentais e biológicos. A partir desse excesso de gordura é possível identificar a predisposição para doenças crônicas não transmissíveis, como por exemplo, o diabetes, as doenças cardiovasculares e câncer.

Infelizmente a obesidade não é dada como doença e sim como condição nutricional, o que é uma lastima. Penso que como uma condição nutricional que trás com sigo tantas co-morbidades e tem tratamento deve sim ser tratado como doença. Assim como as doenças já existem.

Obesidade é um problema de saúde pulica, multifatorial entre ele a ingestão exagerada de alimentos não saudáveis (alimentos processados e ultra-processados), diminuição acentuada no gasto calórico no dia a dia como trabalho em ambientes que exige pouco esforço (escritório, telemarketing), sedentarismo, uso de transportes elétricos para locomoção e longos períodos em entretenimentos em telas.

O profissional nutricionista é o profissional capacitado para geral um diagnostico nutricional para uma pessoa. Nos levamos em consideração vários aspectos como: Peso, sexo, idade, estatura, pregas cutâneas, circunferência corporal, fator de atividade física, fatores hormonais, ingestão alimentar, ingestão alcoólica e tabagismo. Todos esses fatores estão ligados diretamente no estado nutricional de uma pessoa.

Como podemos observar obesidade vai muito além de peso. Mas o peso tem muito a haver com seu estado nutricional para isso a Organização Mundial de Saúde adotou um paramento IMC (índice de massa corpórea). Onde ele vai te gerar um diagnostico nutricional básico, onde pode ser usado como um sinal de alerta para obesidade.

O índice é calculado da seguinte maneira: divide-se o peso pela sua altura elevado ao quadrado. Resultando um valor que deve estar entre 18,5 e 24,9 para se dizer que esta normal (eutrofico).


Veja baixo a tabela completa com todos as classificações do IMC:


- Caso queira realizar o cálculo virtualmente só clicar no link https://www.fovoletiwe.com/. É importante resultar que IMC usado isoladamente não vale como diagnostico nutricional.

Fuja da obesidade salve sua vida!

Circunferência abdominal

Quem ai sofre com aquele pneuzinho caindo por cima da causa? Então presta atenção. A barriga é um problema que deixa muitas pessoas insatisfeitas, ate mesmo entre aqueles que fazem exercícios físicos diariamente.

Porém mais que estético excesso de gordura abdominal é indicativo de diversas patologias onde esta relacionada diretamente com á resistência á insulina, diabetes, hipercolesterolêmica, doenças cardiovasculares, hipertensão arterial e alguns tipos de canceres como o de mama, ovário e enométrico. Essa gordura visceral é influenciada por diversos fatores como: sexo, sedentarismo, fatores hormonais, tabagismos, ingestão alimentar e bebidas alcoólicas.

Dentro da distribuição corpórea temos uma diferença entre homens e mulheres, onde os homens tendem a ter maior proporção de gordura abdominal (obesidade androide- formato de maça), a mulher tem maior acumulo de gordura na região glútea (obesidade ginecoide – formato de pera) – importante ressaltar que não é uma regra esses tipo de distribuição corpórea. O vai determinar o tipo da distribuição às vezes são os fatores que influenciam o acumulo de gordura visceral já citado acima.

Veja na tabela abaixo os valores de risco da circunferência abdominal:


@imagens: Google
Agora faça você mesma e veja como esta sua saúde – para medir sua circunferência abdominal é importante posicionar a fica métrica no ponto da cicatriz umbilical envolvendo todo diâmetro do corpo nessa regia, com abdome relaxado. 





















@imagens: Google

Mulheres após a menopausa tendem a aumentar na região abdominal, elevando o risco desenvolver doenças cardiovasculares, hipertensão, resistência á insulina e diabetes. 








Emagrecimento vai muito além de perder peso. Emagrecer salva vidas. 

Por: Dra. Thamara Bruneri Fialho