Morre o médico Silvio Haddad, aos 64 anos, após luta conta o câncer - Jornal Correio MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

25/07/2020

Morre o médico Silvio Haddad, aos 64 anos, após luta conta o câncer

Cirurgião vascular e apaixonado por vinhos, Silvio era carioca, mas se consolidou com um dos médicos mais respeitados de MS

Silvio Elabras Haddad lutava há cerca de 8 anos contra um câncer ©Reprodução/Facebook
O médico e cirurgião vascular Silvio Elabras Haddad, morreu aos 64 anos, neste sábado (25) em Campo Grande. Segundo amigos, Silvio lutava contra um câncer há cerca de oito anos.

Ultimamente, conforme apurou a reportagem, o médico chegou a usar respirador, devido ao agravamento da doença que atingiu o seu pulmão. Ainda não há informações sobre o velório do cirurgião.

Trajetória de vida - Silvio Haddad nasceu no Rio de Janeiro e se formou em Medicina no ano de 1980 na Faculdade de Medicina de Teresópolis, mas foi em Mato Grosso do Sul que ele construiu uma carreira de sucesso.

Especialista em cirurgia vascular e apaixonado por vinhos, Haddad foi o fundador da Confraria do Vinho de MS Mato Grosso do Sul. Ele também foi diretor cultural e vice-presidente do Rádio Clube no período entre 1999 a 2008.

Além de membro da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular, Silvio Elabras Haddad foi diretor científico da Associação Brasileira de Perícias Médicas e Medicina Legal de MS e Diretor Presidente da Associação Brasileira de Medicina de Tráfego de Mato Grosso do Sul.

Ele também foi Diretor Técnico e Responsável pelo Centro de Atendimento Médico e Pericial de Mato Grosso do Sul e atuou como médico perito junto ao Judiciário Estadual de Mato Grosso do Sul, com ênfase em processos envolvendo “suspeita de erro médico”.

A morte do médico gerou comoção de amigos nas redes sociais.

“Grande amigo! A tristeza não fazia parte da sua personalidade, mesmo diante do inevitável, sempre nos dava uma lição de otimismo, lamentável perda a todos nós! Que Deus conforte a sua família e o receba em paz!”, postou o secretário municipal de saúde da Capital, José Mauro Castro.

O Detran/MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul) também emitiu nota de pesar pelo falecimento de Haddad.

“Por mais de uma década, o Dr Silvio Haddad honrou com sua competência, educação, elegância e companheirismo a equipe médica do Detran-MS. Seu precoce falecimento nos entristece, perdemos um profissionais e colega de trabalho impar. Todos os que compõem o Detran- MS manifestam seu mais profundo pesar”. 

Fonte: CAMPO GRANDE NEWS
Por Adriano Fernandes