Impactos do Corredor Bioceânico serão discutidos em live no dia 20 - Jornal Correio MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

16/07/2020

Impactos do Corredor Bioceânico serão discutidos em live no dia 20

©ERICK WILKE
Autoridades e pesquisadores vão debater as oportunidades e os impactos da construção da rota internacional que passará por Brasil, Paraguai, Argentina e Chile, no próximo dia 20 de julho, às 14 horas. A ação faz parte do projeto de pesquisa e extensão “Corredor Bioceânico” da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). Serão abordados aspectos econômicos, sociais e históricos da obra que vai promover a integração comercial e cultural entre os quatro países da América do Sul.

“Será a oportunidade de levar o conhecimento produzido até agora para a população. Teremos a participação de autoridades que vão falar sobre a importância do Corredor Bioceânico, os pesquisadores que vão apresentar os resultados parciais e esperamos a participação de representantes de entidades, empresários e a comunidade em geral que serão beneficiados por essa rota”, relata o coordenador do projeto, Prof. Dr. Erick Wilke, da Escola de Administração e Negócios (ESAN/UFMS).

Entre as autoridades que vão participar da live está o ministro de carreira diplomática do Ministério das Relações Exteriores, João Carlos Parkinson, que é o coordenador nacional dos Corredores Rodoviário e Ferroviário Bioceânicos.

Também participam do lançamento do projeto o pró-reitor de Extensão, Cultura e Esporte (PROECE) da UFMS, Prof. Dr. Marcelo Fernandes Pereira, e o deputado federal Vander Loubet (PT/MS), autor da emenda parlamentar que destinou recursos para a realização da pesquisa.

Pesquisa

Na ocasião, serão apresentados os estudos que estão sendo realizados no âmbito do projeto.

São cinco eixos prioritários: Economia, com Profa. Luciane Cristina Carvalho (ESAN/UFMS) e Prof. Edgar Aparecido da Costa (CPAN/UFMS); Turismo, com Profa. Débora Fittipaldi Gonçalves (UEMS); Logística, com Prof. Francisco Bayardo Barbosa (FAENG/UFMS); Direito, com Ynes da Silva Félix (FADIR/UFMS) e História, com o historiador Eronildo Barbosa.

As pesquisas estão centradas em resultados consistentes para a promoção do desenvolvimento econômico e social nos territórios por onde o Corredor Bioceânico passará. O projeto poderá beneficiar gestores públicos, entidades, empresários, empreendedores, agricultores familiares e sociedade civil em geral.

Corredor Bioceânico

O corredor consiste em uma rota rodoviária que possibilitará a conexão viária do Centro-Oeste brasileiro aos portos chilenos de Antofagasta e Iquique, no Pacífico.

A obra reduzirá o tempo e os custos do transporte de produtos, ampliando as possibilidades de exportação e importação entre o Brasil e demais países dos continentes asiático e americano.

Uma das principais obras é a ponte sobre o Rio Paraguai, que deve começar a ser construída em 2021. Com extensão de 680 metros, a ponte ligará os municípios de Porto Murtinho e Carmelo Peralta (Paraguai). O projeto de construção da ponte está sendo realizado pelo Consórcio Prointec, responsável pelo estudo técnico, econômico e ambiental.

A licitação para contratação de empresa que fará o projeto de acesso à ponte foi lançada no dia 29 de junho, pelo Ministério de Infraestrutura por meio do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT).

No Paraguai, o Ministério de Obras Públicas e Comunicações anunciou que vai realizar a inauguração de mais 12 km de pavimentação em Loma Plata até o final de julho, chegando a conclusão de 104 km do total de 277 km que integram a rota na região.

Serviço

Live do Projeto Multidisciplinar Corredor Bioceânico da UFMS

Data: 20 de julho (segunda-feira)

Horário: às 14h (horário de MS)

Transmissão ao vivo pelo Facebook e pelo canal do Youtube (Projeto Corredor Bioceânico)

Mais informações neste link.




Por: Assessoria de Comunicação do Projeto Multidisciplinar Corredor Bioceânico