Governo do Estado lança obra de R$ 3,8 milhões para nova clínica no Cras - Jornal Correio MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

15/07/2020

Governo do Estado lança obra de R$ 3,8 milhões para nova clínica no Cras

Intenção é melhorar a estrutura do centro de reabilitação de animais silvestres

Governador Reinaldo Azambuja (PSDB) durante visita ao Cras, em Campo Grande ©Chico Ribeiro - Governo MS
O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) lançou hoje (15) obra no valor de R$ 3,8 milhões, para construção de uma nova clínica no Cras (Centro de Reabilitação de Animais Silvestres), em Campo Grande. Esta estrutura terá 1.153 metros quadrados de área construída.

A empresa escolhida para o projeto terá um prazo de 540 dias para fazer concluir a obra. “Se trata de uma luta antiga, a nova clínica vai dar uma importante estrutura para o trabalho de recuperação dos animais silvestres”, afirmou o governador. Ele ponderou que a obra ainda vai dar melhores condições de trabalho para os servidores.

“O local poderá funcionar como escola de residência para cursos de veterinária e biologia, entre outros, e formar mão de obra especializada”, acrescentou o tucano. Esta nova clínica terá espaços administrativos, salas de cirurgia, novos ambientes para quarentena e laboratórios para exames.

Procedimentos - Segundo o governo, procedimentos mais complexos são feitos em clínicas de universidades, mas quando esta estrutura ficar pronta, passarão a ser realizadas no próprio Cras. Entres estes procedimentos estão exames como raio-x e ultrassonografia em animais de grande porte, assim como outras cirurgias.

“O Cras já vem desempenhando um serviço de excelência no atendimento aos animais vítimas de atropelamento, de maus-tratos ou do tráfico. Agora, com as novas instalações, amplas e devidamente equipadas da clínica, será possível ampliar esses serviços”, destacou o secretário estadual de Produção e Meio Ambiente, Jaime Verruck.

Ele ponderou que a clínica visa a reabilitação dos animais, além de promover a educação ambiental. Segundo o governo, foram feitos no ano passado 555 procedimentos cirúrgicos no local, tendo em média 11 por semana. Também receberam 1.780 animais com ferimentos. 

Por Leonardo Rocha