Com investimento de R$ 13 milhões, governo inicia obra de asfalto na MS-422 - Jornal Correio MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

01/07/2020

Com investimento de R$ 13 milhões, governo inicia obra de asfalto na MS-422

Obra será realizada no trecho entre a BR-262 e o distrito de Taunay, próximo a Aquidauana

Maquinário no trecho onde vai ocorrer a obra ©DIVULGAÇÃO/Prefeitura de Aquidauana
O governo estadual vai realizar a obra de pavimentação de 11 quilômetros da rodovia MS-422, próxima ao município de Aquidauana, no trecho entre a BR-262 e o distrito de Taunay. O projeto tem um investimento de R$ 13,1 milhões.

A ordem de serviço para inicio das obras vai ocorrer amanhã (02), tendo a presença do governador Reinaldo Azambuja (PSDB) e do prefeito de Aquidauana, Odilon Ribeiro (PSDB). A empresa escolhida para conduzir o projeto é a e ENGR Engenharia e Consultoria Eireli. Ela terá 11 meses para realizar o serviço.

A empresa já divulgou para prefeitura que a partir de hoje (1) já estará no local da obra, com os maquinários para iniciar a implantação da pavimentação, que vai começar logo após a ordem de serviço do governo estadual.

"Maquinário está chegando e o asfalto será realidade. Não temos dúvida de que esta obra mudará radicalmente a história de Taunay e das aldeias. O asfalto levará progresso e oportunidades para o desenvolvimento daquela região”, descreveu o prefeito.

A intenção é melhorar o tráfego de veículos no local, além de ajudar no escoamento da produção de toda região, com a expectativa de melhorar a economia e logística. Esta obra entrou no pacote anunciado pelo governo estadual, no começo do ano, chamado “Governo Presente”, que prevê investimento de R$ 4,2 bilhões nos 79 municípios.

Solenidade - Segundo a prefeitura de Aquidauana, a solenidade vai ocorrer amanhã (2), a partir das 9h, no local onde vai começar a obra, na rodovia MS-442. O evento terá medidas de prevenção contra o coronavírus, entre elas uso de máscaras, álcool em gel disponível, aferição de temperatura e distanciamento entre as autoridades.

Por Leonardo Rocha