SERIAL KILLER| Assassino diz que matou idoso e jogou em poço por causa de dívida de R$ 18 mil - Jornal Correio MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

04/06/2020

SERIAL KILLER| Assassino diz que matou idoso e jogou em poço por causa de dívida de R$ 18 mil

Serial killer é acusado por sete homicídios em Campo Grande e é investigado pela DEH

Serial apontou onde enterrou corpos ©Dayene Paz
Cleber de Souza Carvalho, 43 anos, acusado de cometer sete assassinatos em Campo Grande, continua sendo ouvido sobre os crimes pela Polícia Civil. Nesta quinta-feira (04), durante depoimento sobre o caso do idoso Timotio Pontes Roman, 63 anos, o serial killer disse que matou por causa de uma divida de R$ 18 mil. O corpo de Timotio foi localizado dentro de um poço, por policiais da DEH (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Homicídio).

Conforme apurado pela reportagem do Midiamax, Cleber contou que teria realizado serviços de reforma na casa do idoso. No dia do assassinato, foi até a casa da vítima para receber, mas Timotio não tinha o dinheiro. Cleber então contou que em um momento de fúria, desferiu uma pancada no idoso quando ele virou de costas e jogou o corpo em um poço. Não satisfeito, o serial killer pegou as chaves do imóvel de Timóteo e alugou para uma terceira pessoa.

Este já é o segundo depoimento de Cleber. Na segunda-feira passada, foi ouvido sobre o assassinato de José Leonel Ferreira dos Santos, 61 anos, ocorrida no dia 2 de maio, em Campo Grande, após uma discussão. Na próxima semana, deve prestar depoimento sobre os outros cinco crimes que é acusado.

O pedreiro Cleber morava na rua Corredor Público, na Vila Alto Sumaré, considerado um homem fora de qualquer suspeita, até a morte José Leonel. Depois, a DEH começou a investigá-lo e veio à tona uma série de homicídios ocorridos desde o ano de 2017. Outras seis vítimas, mortas de maneira cruel e enterradas por ele. A DEH continua investigando os casos.

Fonte: Midiamax
Por: Dayene Paz e Thatiana Melo