Investimentos do Estado garantem reativação de frigorífico fechado há 15 anos em Dois Irmãos do Buriti - Jornal Correio MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

26/06/2020

Investimentos do Estado garantem reativação de frigorífico fechado há 15 anos em Dois Irmãos do Buriti

Secretário Jaime Verruck, ao lado do prefeito Edilson: gerar mais empregos e conquistar o mercado nacional
Com recursos do Estado e emendas parlamentares para compra de equipamentos, foi inaugurado nesta sexta-feira (26) o Frigorífico Peixe Buriti, no município de Dois Irmãos do Buriti, que deverá se transformar em um dos polos de produção de carne de peixes nativos da Bacia do Rio Paraguai. Além do investimento em mecanização, o Estado também pavimentou trecho da estrada vicinal que dá acesso ao empreendimento.

Representando o governador Reinaldo Azambuja no evento, o secretário estadual de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), Jaime Verruck, destacou a ação do governo, com foco na geração de empregos e no desenvolvimento estratégico das cadeias produtivas. Lembrou que o Estado hoje é uma referência em piscicultura, sendo o maior exportador nacional com a produção de tilápia na região do Bolsão.
Frigorífico deve atingir em 2021 a capacidade máxima de produção de filé de peixe nativo: 18 toneladas/dia
“É mais um investimento do governo com foco na produção de novas proteínas e a verticalização da agricultura familiar, buscando conquistar novos mercados e fortalecer a cadeia produtiva do peixe, onde já somos referência”, afirmou Verruck. Ele anunciou, na ocasião, que o governador Reinaldo Azambuja lançará, nos próximos dias, o Programa Pró-Peixe, que visa incentivar o setor com carga tributária competitiva, Assistência técnica e acesso aos recursos.

Governo viabilizou

O frigorífico, distante 3,5 km do centro da cidade, foi implantado há mais de 15 anos pela prefeitura e se encontrava desativado, por problemas de ordem administrativa e financeira gerados por antigos locatários, ocasionando inclusive inadimplência ao município, que deixou de receber recursos federais de emendas parlamentares destinadas ao projeto. O desbloqueio somente foi possível via judicial, lembrou o prefeito Edilson Zanora de Souza, o Manguinho.

““Em um momento de crise, em todos os sentidos, estamos vivenciando um avanço muito significativo para nossa região com esses investimentos do Governo do Estado”, disse o prefeito. Ele aposta em um novo momento para o município, com incremento na receita, oportunidades de empregos e diversificação da economia. “As dificuldades para viabilizar o frigorífico foram superadas com o compromisso assumido pelo nosso governador”, completou.

Mercado nacional

O novo empreendimento será administrado pelo grupo Projeto Pacu, pioneiro no setor em Mato Grosso do Sul, vencedor da concorrência aberta pela prefeitura. O proprietário Simão Brun realçou os investimentos públicos para aquisição do maquinário necessário para abate e filetagem de peixe, estimando que em 2021, dependendo da demanda do mercado, o frigorífio deverá estar produzindo com capacidade máxima – 18 toneladas/dia.

“Nossa meta é conquistar o mercado nacional com peixe nativo, para isso vamos operar com inspeção federal”, disse Simão. Segundo ele, hoje a produção de peixe nativo se concentra em Dois Irmãos do Buriti, Terenos e Sidrolândia, mas a tendência, com o apoio técnico do Estado, é expandir par outras regiões. O frigorífico iniciou a operação com produção de seis toneladas/dia, devendo ampliar em mais um turno (12 toneladas) no início de 2021.
Inauguração da nova estrutura do Detran, Agraer, Agenfa e do Cartório Eleitoral em Dois Irmão do Buriti: mais qualidade em serviços
Em Dois Irmãos do Buriti, o secretário Jaime Verruck participou ainda da entrega da obra de reforma da agência local do Detran-MS, da pavimentação e drenagem de águas pluviais da rua Campo Grande e da cobertura da quadra poliesportiva da Apae, além de visita técnica a rpojto de piscicultura. Participaram dos eventos os deputados federais Beto Pereira e Vander Loubet, o deputado estadual Felipe Orro, o ex-ministro da Saúde, Luiz Mandetta, e o ex-governador Zeca do PT.

Por: Bruno Chaves e Sílvio de Andrade – Subsecretaria de Comunicação (Subcom)