ARTIGO| O que faz as pessoas traírem? - Jornal Correio MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

17/06/2020

ARTIGO| O que faz as pessoas traírem?

Você é um infiel? Você pode achar que não. Claro, você pode não ser perfeito, mas provavelmente se considera um cidadão razoavelmente honesto

©ILUSTRAÇÃO
Mas pense mais. No ensino médio ou na faculdade, você já roubou um papel da Internet e o entregou como seu? Já preencheu seu currículo com uma descrição de trabalho falsa ou enganosa? Você fez uma dedução extra ou duas em seus impostos, talvez cancelando um jantar com os amigos como despesa comercial? Você realmente paga por essa linha de cabos de luxo, ou a sua conexão não é muito legal?

Se você é culpado de algum desses pecados, não está sozinho. Especialistas em diversas áreas - educação, esportes e direito, por exemplo - acreditam que a traição se tornou mais comum e mais aceita nos últimos anos. Veja o artigo que o site de relacionamentos Meu Rubi preparou sobre esse assunto!

Muitos infiéis se asseguram que não vão ser abandonados pelos seus parceiros por conta do suporte financeiro que oferecem: “mesmo que ela/ele descubra, duvido que renuncie ao meu patrocínio financeiro”, nem sempre eles estão certos, mas um fato é indiscutível, todo tipo de gente trai.

"Temos cientistas e professores que traem, jornalistas que traem, advogados que traem e CEOs que traem", diz Charles Yesalis, MPH, ScD, professor de saúde e desenvolvimento humano da Universidade Estadual da Pensilvânia. Parece que todo mundo está fazendo isso.

Se a traição é mais comum, a pergunta é: por que estamos mais propensos a trair do que as gerações anteriores? E o que a traição faz conosco? Como isso prejudica nossa sociedade, nossas famílias e a nós mesmos?

A traição é realmente pior nos dias de hoje?

Especialistas dizem que alguma quantidade de traição é inevitável em qualquer cultura. Quando os primeiros seres humanos estabeleceram as primeiras regras para o comportamento ético, não havia dúvida de que algum infeliz planejador começou a descobrir maneiras de dobrá-los.

Muitas dos homens ou mulheres que se envolvem em relações extraconjugais, invadindo, por assim dizer, o relacionamento de outras pessoas, o fazer por uma questão financeira: “eu não acho certo e não gostaria que fosse comigo, mas não posso abrir mão do meu patrocínio financeiro”, esse é um pensamento muito comum.

Mas os níveis de traição em uma sociedade podem aumentar ou diminuir, diz David Callahan, autor de The Cheating Culture: É difícil encontrar números definitivos para estabelecer que a traição é mais comum em geral - afinal de contas, você pode confiar em uma pesquisa com mentirosos? Mas existem boas pesquisas de desonestidade acadêmica e os resultados não são tranquilizadores.

"A longo prazo, certamente houve um aumento de traição [na escola]", diz Donald McCabe, professor de administração e negócios globais da Rutgers Business School e presidente fundador do Center for Academic Integrity. Algumas pesquisas de McCabe com estudantes universitários mostraram um aumento de 30% a 35% em alguns tipos de traição durante os anos 90.