Senador Nelsinho Trad convoca parlamentares para incluir o Brasil nas discussões da Organização Mundial da Saúde contra Covid-19 - Jornal Correio MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

20/05/2020

Senador Nelsinho Trad convoca parlamentares para incluir o Brasil nas discussões da Organização Mundial da Saúde contra Covid-19

Aliança Internacional vem discutindo sobre vacina contra o coronavírus e o país está de fora 

©DIVULGAÇÃO
“O Brasil não pode ficar de fora da aliança internacional da Organização Mundial da Saúde (OMS) nas discussões sobre vacina para o Covid-19”, afirmou o senador Nelsinho Trad (PSD/MS), ontem à noite, durante sessão remota do Senado. Como presidente da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE), o senador sul-mato-grossense vem sendo cobrado por que motivo o país não está incluído nesse debate. 

Em abril, a OMS - em parceria com governos e entidades privadas - lançou plataforma de cooperação internacional para acelerar o desenvolvimento de uma vacina e de remédios contra o novo coronavírus. O projeto também prevê o acesso global a novos remédios e kits de testagem. 

No total, 40 países estão envolvidos e o primeiro evento remoto dessa iniciativa foi no último dia 4, para arrecadar recursos para organizações e programas sanitários. Mas, o Brasil não faz parte dessa iniciativa. “Não podemos deixar isso acontecer”, disse o senador. 

Nessa primeira etapa, a OMS divulgou que arrecadou aproximadamente R$ 45 bilhões, para desenvolver ferramentas de combate ao coronavírus em tempo, escala e acesso recordes. A proposta é “salvar milhões de vidas, poupar trilhões de dólares e retornar ao mundo uma sensação de ‘normalidade’”. Em todo o mundo há 118 vacinas contra o coronavírus sendo testadas, de acordo com um balanço da Organização Mundial da Saúde. O Brasil, no entanto, ficou de fora de uma ação mundial de resposta à pandemia, coordenada pela OMS. 

O Brasil, assim como a Hungria, acompanhou o posicionamento dos Estados Unidos e rejeitou o protagonismo da OMS. “São países que passaram a ver organismos constituídos por representantes de diversas nações como uma ameaça à soberania nacional”, divulgou a pesquisadora do Instituto de Ciências Biomédicas da USP Natalia Pasternak. 

Diante desse cenário, o senador Nelsinho Trad alerta às autoridades competentes que os brasileiros poderão ficar no fim da fila para receber uma vacina ou medicamento contra o coronavírus. “Nós temos ministros como o ministro da Ciência e Tecnologia Marcos Pontes, altamente conceituado no meio internacional, nós não podemos perdurar essa situação.”

Se as comissões no Senado estivessem em atividades, o senador Nelsinho Trad iria convocar os ministros responsáveis por essa questão. Nesse caso, ele solicitou aos parlamentares que oficializem uma ação para assegurar a participação do Brasil na guerra contra o coronavírus. “O médico busca exatamente a receita correta para tratar a doença e nós estamos fora desse encaminhamento. Vamos usar a nossa voz pra mudar essa realidade”, enfatizou o senador Nelsinho Trad.​

ASSECOM