Governo quer implantar radares com nova tecnologia no ano que vem - JORNAL CORREIO MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

22/11/2019

Governo quer implantar radares com nova tecnologia no ano que vem

Licitação para contratar empresa responsável está prevista para janeiro de 2020

Rodovia BR-163 em Dourados deverá ter radar funcionando no ano que vem ©DIVULGAÇÃO
Os radares em Mato Grosso do Sul podem voltar a funcionar já no ano que vem, segundo afirmou o governador do Estado, Reinaldo Azambuja e o diretor-presidente do Departamento Estadual de Trânsito (Detran/MS) Luis Carlos Rocha Lima. Mas para o ano que vem, os aparelhos não serão os mesmos e os que eram antigos darão lugar a radares com tecnologia mais avançada. 

Segundo o diretor-presidente do Detran/MS, a equipe está fechando os termos de referência para o edital e a abertura da licitação será lançada em janeiro de 2020. “Nós queremos equipamentos mais modernos e baratos, até porque com o avanço da tecnologia é preciso trocar os equipamentos antigos, queremos lombadas eletrônicas, estamos na construção do edital, fechando os últimos detalhes e a expectativa que seja implantado já em 2020”, disse. 

Segundo Luis Carlos, o edital está sendo baseado conforme solicitações de cidades que tem maior fluxo de veículos e são consideradas sensíveis no trânsito, como em frente de escolas por exemplo e equipamentos nas rodovias. “ Nós recebemos as solicitações dos municípios, mas a equipe de engenharia faz o estudo técnico para verificar a possibilidade de instalação do equipamento, com isso, estamos buscando a melhor composição para a instalação de lombadas também”, contou o diretor. 

O representante do Detran Estadual adiantou que serão solicitados em edital aproximadamente 300 faixas- onde serão implantados os equipamentos. Ele explicou que geralmente é implantado de um a dois aparelhos a cada duas ou quatro faixas. 

RADARES DESLIGADOS

Em setembro deste ano, o Detran/MS rescindiu o contrato com a empresa vigente a Perkons. Um mês antes, a empresa desligou 144 radares no Estado dos quais 12 em Campo Grande, no Parque dos Poderes. 

Na época, a empresa informou que os aparelhos foram desligados por inadimplência por parte do Estado, em uma dívida no valor de R$ 10,4 milhões. 
Radares foram desligados em julho e depois em agosto ©DIVULGAÇÃO
O Detran/MS informou que foi realizado acordo com a empresa e o valor total da dívida é de R$ 7,8 milhões e foram divididos em quatro parcelas, sendo a última com vencimento em dezembro.

Além de Campo Grande, a Perkons operava radares nas cidades de Amambai, Anastácio, Anaurilândia, Bataguassu, Batayporã, Deodápolis, Dourados, Glória de Dourados, Ivinhema, Jateí, Maracaju, Naviraí, Nova Andradina, Rochedo, Sidrolândia, Três Lagoas e Ponta Porã.

Fonte: CE
Por: BRUNA AQUINO