CAPITAL| Prefeitura e Paraguai iniciam tratativas para parceria em desenvolvimento econômico - JORNAL CORREIO MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

25/11/2019

CAPITAL| Prefeitura e Paraguai iniciam tratativas para parceria em desenvolvimento econômico

©DIVULGAÇÃO
A Prefeitura de Campo Grande, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e de Ciência e Tecnologia (Sedesc), inicia as tratativas para tornar Campo Grande e Concepción, no Paraguai, cidades Irmãs. Na última sexta-feira, durante encontro do titular da Sedesc, Herbert Assunção e o secretário geral do Departamento de Concepción, Ignacio Romero Quevedo e o diretor do Parque Tecnológico e Industrial da cidade paraguaia, César Arriola, foram levantados aspectos econômico-sociais comuns nas duas cidades que servirão como pontos positivos para fortalecer integração sócio-econômica entre as partes.

“Estamos iniciando um trabalho conjunto e coordenado visando aproximar as duas importantes regiões, objetivando fortalecer não apenas a economia, mas também a cultura, o turismo, a educação, além de ser uma rota alternativa para atingir o Oceano Pacífico”, disse Quevedo, a respeito da importância que essa negociação está tomando.

Concepción está localizada na margem esquerda do rio Paraguai, 400 quilômetros ao norte de Assunção. A cidade é uma das principais referências históricas da colonização na região nordeste do Paraguai, servindo como porta de entrada para o impenetrável Chaco. Possui ruas tranquilas, moldadas por construções em estilo itálico, trazido pelos imigrantes que ali chegaram em meados de 1900. Prédios como a antiga sede dos Correios, o Forte Militar, o Palácio Municipal, o Mercado Público e os monumentos a Maria Auxiliadora e ao Índio, são alguns dos principais atrativos da área central, complementados por um Museu ao Ar Livre com exposição de objetos dos séculos XIX e XX.

Um grupo de trabalho permanente está sendo formado a fim de propor ações de incremento à troca de informações, principalmente para desenvolvimento do comércio e produção tecnológica envolvendo os dois países. A cidade paraguaia já possui um Centro Tecnológico, por isso enxerga Campo Grande como um centro de logística privilegiado após a implantação da Rota Bioceânica, se tornando um parceiro comercial e tecnológico de grande importância no futuro. “Estamos preparando o caminho para que as duas cidades sejam unidas por interesse mútuos em busca do desenvolvimento completo das regiões beneficiadas”, disse Ignacio Romero.

A comitiva paraguaia veio também em busca de informações sobre os Pólos Empresariais existentes em Campo Grande, em razão do interesse dos empresários do Departamento de Concepción em fortalecer a economia. “Campo Grande deverá ser o centro de integração dessa rota bioceânica que vai unir o Brasil e demais países cortados pela rodovia. Estamos preparando também a implantação de um Pólo de Empresas de Tecnologia e Serviços que deverá funcionar na Esplanada Ferroviária”, informou o secretário Herbert Assunção, explicando que a ideia é criar um ambiente mais abrangente do que um pólo tecnológico. “Pretendemos implantar ali grandes empresas âncoras de tecnologia que deverão oferecer serviços e capacitação tecnológica de qualidade, suprindo as necessidades locais que são carentes de profissionais”, completou.

ASSECOM