- JORNAL CORREIO MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

22/10/2019

O vereador e presidente da Câmara Municipal de Coxim, Vladimir Ferreira, assume o comando da legenda no estado

O ex-governador vai fazer uma cirurgia no fêmur em novembro ©ARQUIVO
O ex-governador e ex-deputado federal, Zeca do PT, deixou a presidência do PT em Mato Grosso do Sul sob alegação de problemas de saúde. O anúncio foi feito na semana passada, durante reunião reservada com as lideranças do partido.

Segundo o deputado estadual, José Almi (PT), o ex-governador vai fazer uma cirurgia no fêmur em novembro. "Depois da cirurgia e da recuperação ele volta para o diretório do partido, mas não ao comando", ressaltou. Assim como Luiz Inácio Lula da Silva, o ex-governador deve ser nomeado presidente de honra da legenda em Mato Grosso do Sul.

Com a saída de Zeca, o vereador e presidente da Câmara Municipal de Coxim, cidade a 260 quilômetros de Campo Grande, Vladimir Ferreira (PT) assume o comando da legenda no estado. "O nome do vereador foi preferência para renovar a direção do partido", apontou o parlamentar ressaltando que não foi cogitado o nome de deputadas estaduais e federais para o cargo.

Eleição 2020 - Questionado sobre as eleições municipais de Campo Grande em 2020, o deputado estadual disse que o afastamento não significa que o nome de Zeca foi cortado. "Nada é garantido. Por ser que ano que vem ele se anime e queria disputar. Não podemos descartar", disse. "Essa é uma decisão do Zeca no ano que vem", completou.

Para a disputa da Prefeitura de Campo Grande o PT tem três nomes cotados: o do ex-vereador, Zeca do PT e os deputados estaduais José Almi e Pedro Kemp. A escolha, porém, será definida somente no ano que vem, até maio. Os lidere da ainda ressaltam que a definição deverá ser por consenso, sem disputas internas.

Fonte: campograndenews
Por: Fernanda Palheta e Leonardo Rocha