Ministro da Saúde anuncia liberação de R$ 26,7 milhões para municípios do sul do estado - JORNAL CORREIO MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

19/10/2019

Ministro da Saúde anuncia liberação de R$ 26,7 milhões para municípios do sul do estado

Do total do recurso disponibilizado, R$ 13,3 milhões são para ampliar o valor repassado pelo Limite Financeiro de Média e Alta Complexidade.

Ministro da Saúde em visita a MS ©Ministério da Saúde/Divulgação
O ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta, anunciou nesta sexta-feira (18) em Dourados, a liberação de R$ 26,7 milhões para 35 municípios da região sul do estado. De acordo com o Ministério, os recursos possibilitarão a ampliação da oferta de serviços na rede hospitalar de urgência e emergência, como realização de cirurgias, exames, atendimentos e habilitação de leitos. O recurso contempla ainda a aquisição de equipamentos hospitalares, como ultrassom e raio x, além de incremento para atenção primária.

Do total do recurso disponibilizado, R$ 13,3 milhões são para ampliar o valor repassado pelo Ministério da Saúde pelo Limite Financeiro de Média e Alta Complexidade (Teto MAC) para 14 municípios. Por meio desse recurso, os estados e municípios custeiam serviços como consultas, exames, diagnósticos, tratamentos clínicos e cirúrgicos, reabilitações, acompanhamento pré e pós-operatório, UTI, transplantes, tratamento de doenças raras e obesidade, ortopedia, neurologia, queimados, cardiovascular entre outros serviços e procedimentos de média e alta complexidade.

O ministro destacou a importância da parceria com estado e ressaltou os benefícios que os recursos destinados trarão para todo o estado. "Vamos começar a colocar o sistema dentro de um padrão de normalidade, com a melhoria da atenção primária, com aumento dos exames complementares para dar resolutividade e fechar diagnósticos e aumento de recursos financeiros para custeio. Vamos fortalecer a rede de assistência dando mais apoio para toda a população".

As portarias de incorporação de recursos para o teto MAC beneficiam os municípios de: Dourados, Caarapó, Japorã, Iguatemi, Batayporã, Tacuru, Taquarussu, Deodápolis, Vicentina, Antônio João, Douradina, Angélica, Rio Brilhante e Nova Andradina.

Também entre as portarias assinadas pelo ministro da Saúde está a ampliação de recursos para o para atendimento específico aos povos indígenas. No município de Antônio João, estão localizadas as aldeias Campestre e Cerro Marangatu da etnia Guarani Kaiowa, onde vivem aproximadamente 830 indígenas.

A portaria assinada pelo ministro habilita o Hospital Municipal Dr. Altair de Oliveira, do município de Antônio João, para atendimento especializado aos povos indígenas. Fica assegurado montante anual de R$ 148,5 mil para custear ações e serviços mais complexos, como cirurgias, exames e internações da população indígena.

Por G1 MS