Experiência de MS no atendimento às mulheres vítimas de violência vai ser apresentada na Câmara Federal - JORNAL CORREIO MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

02/10/2019

Experiência de MS no atendimento às mulheres vítimas de violência vai ser apresentada na Câmara Federal

Requerimento da Deputada Rose Modesto foi aprovado na Comissão Externa de Combate a Violência Contra a Mulher

©DIVULGAÇÃO
A Secretária Especial de Cidadania de Mato Grosso do Sul, Luciana Azambuja, vai apresentar na próxima terça-feira (8 de outubro) na Câmara dos Deputados a metodologia de atendimento às mulheres vítimas de violência, que resultou em 82.561 pessoas assistidas até julho deste ano em várias áreas. A audiência pública será possível pela aprovação ontem (01/10) do Requerimento 22/2019, de autoria da deputada federal Rose Modesto (PSDB/MS), pela Comissão Externa de Combate a Violência Contra a Mulher.

Na avaliação da parlamentar sul-mato-grossense “a apresentação do trabalho realizado em Mato Grosso do Sul é um exemplo de políticas públicas de proteção e acolhimento às mulheres que pode contribuir demais a todo o Brasil”, ressaltando que “há uma grande necessidade de padronizar o atendimento em todo o país de forma que esse serviço público seja prestado de forma mais eficiente possível”.

O debate vai ser realizado no dia 08 de outubro às 14h30min com presença de palestrantes de outras regiões do país. Além de Luciana Azambuja, vão estar presentes Eugenia Villa, Subsecretária de Segurança Pública do Piauí; Gabi Manssur, Procuradora de Justiça de São Paulo e Fundadora do site Justiça de Saia; Fabiana Dal’mas Paes, Promotora de Justiça de São Paulo; e a Major Denice Santiago, policial militar criadora da Ronda Maria da Penha.

Luciana Azambuja vai apresentar os procedimentos adotados pela pasta para garantir que 82.561 mulheres vítimas de violência recebessem atendimento até julho deste ano em Campo Grande. Na Casa da Mulher Brasileira, 11.879 mulheres receberam atendimento psicossocial, outras 22.114 foram atendidas na Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher, 3.480 foram orientadas sobre autonomia econômica, 326 auxiliadas para terem alojamento e 1.035 tiveram direito ao transporte.

Audiência Pública

Tema: Modelos de Políticas Públicas para Enfrentamento à Violência Doméstica e Feminicídios

Dia: 08/10/2019

Horário: 14h30min 

Local: Câmara dos Deputados - Brasília


Por: Clodoaldo Silva