Casal é suspeito de matar e torturar motorista de aplicativo após corrida que saiu da Capital - JORNAL CORREIO MS

LEIA TAMBÉM

Home Top Ad

18/10/2019

Casal é suspeito de matar e torturar motorista de aplicativo após corrida que saiu da Capital

Motorista campo-grandense foi torturado e morto com 15 tiros 

Corpo foi encontrado com sinais de tortura ©Porã News 
Um casal é o principal suspeito de torturar o motorista de aplicativo Matheus Pereira Santana, 22 anos, encontrado morto na cidade de Pedro Juan Caballero, no Paraguai. Matheus morava em Campo Grande e foi contratado no último dia 11 de outubro, para fazer uma corrida até o país de fronteira pelo casal suspeito de cometer o crime.

Informações obtidas pela reportagem do Jornal Midiamax é de que o casal teria contratado outro rapaz. No entanto, o carro desse rapaz estragou e ele passou a corrida particular para Matheus Pereira, que saiu da Capital na madrugada da última sexta-feira (11).

A Polícia Nacional paraguaia está a frente das investigações, com o auxílio da Polícia Civil de Mato Grosso do Sul. Segundo apurado, a mulher estava foragida do sistema prisional e o homem havia saído recentemente do regime semiaberto. A identificação dos dois ainda não foi revelada.

Crime

Os suspeitos teriam executado a vítima com 15 tiros de pistola calibre 9mm. A vítima tinha tatuado em seu braço, que estava quebrado, o nome “Maria Alice” e pode ter sido torturado antes ao assassinato. Evidências apontaram que a vítima tentou fugir, mas acabou alcançado e morto no portão de uma empresa de extração de pedras.

Entenda

O motorista de aplicativo Matheus Pereira Santana foi encontrado morto na cidade de Pedro Juan Caballero, que faz fronteira com o município sul-mato-grossense de Ponta Porã. Matheus era morador do bairro Pioneiros, na Capital, e teria sido contratado para fazer uma corrida particular até o Paraguai.

Um conhecido foi quem teria indicado a corrida para Matheus, que pegou um casal na madrugada da última sexta-feira (11). Ele teria entrado em contato com a família quando chegou em Pedro Juan e chegou a mandar uma foto em frente a um shopping, mas depois desapareceu.

O corpo de Matheus Pereira foi encontrado na noite de sexta-feira no bairro Callejon Genes e só foi identificado no domingo (13).


Braço foi quebrado por suspeitos ©Porã News


Por: Dayene Paz